Siga nas Redes Sociais

Olá, o que procuras?

Manaus,

Dia a Dia

Crédito Rosa completa um ano com quase 500 empreendedoras contempladas

A Maioria das beneficiadas está concentrada no interior do estado. Ramo da estética e gastronomia lideram pedidos de crédito
Foto: Divulgação

 

Criado em 2022 pelo governador Wilson Lima, o programa Crédito Rosa completou um ano em março deste ano. O financiamento é uma parceria entre a Secretaria de Estado da Assistência Social (Seas) e a Agência de Fomento do Estado do Amazonas (Afeam). Apenas neste primeiro ano, foram realizados mais de 6 mil atendimentos e quase 500 mulheres contempladas.

O programa é voltado para mulheres empreendedoras que atuam no mercado de trabalho como autônomas ou Microempreendedora Individual (MEI), que tiveram suas atividades afetadas pela pandemia da Covid-19. Os financiamentos variam de R$ 500 a R$ 21 mil, conforme análise de crédito da solicitante.

O Crédito Rosa atende a capital e o interior amazonense, visando estimular a autonomia e a emancipação da mulher empreendedora. O programa oferece taxa de juros diferenciada, não exige avalista e oferece carência de até seis meses para começar a pagar o empréstimo. Até o momento, o programa já atendeu 31 municípios, incluindo a capital. O total de recursos liberados até março de 2023 somou R$ 2.393.668,23.

O número de mulheres contempladas em 2022 somou 397, sendo 155 mulheres na capital e 242 no interior, totalizando de crédito liberado o montante de R$ 2.143.118,23. De janeiro a março de 2023, foram contempladas 85 mulheres, sendo 45 na capital e 40 no interior. O somatório de recursos liberados nos três primeiros meses deste ano foi de R$ 250.550 mil, sendo R$ 159.300 no interior e R$ 91.250 na capital.

Ao destacar a importância do Crédito Rosa, a titular da Seas, Kelly Patrícia Paixão, disse que houve um avanço significativo do programa do ano passado para cá, inclusive no número de municípios atendidos.

“Isso se traduz no trabalho do governo transformando a vida das mulheres autônomas e da economia local, tanto na capital como no interior. Temos dez municípios para serem atendidos até o final de maio, entre eles, Barreirinha e Manicoré”, informou.

Conforme a secretária Kelly, além de conceder o financiamento em parceria com a Afeam, a Seas propicia condições para as empreendedoras saberem lidar com o crédito recebido.

“Para isso, temos parceria com o Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam) e outros órgãos do Sistema S, que oferecem cursos de empreendedorismo, educação financeira, de projetos, planejamento, que vão juntos nas ações que fazemos nos municípios”, disse.

O coordenador do Programa Crédito Rosa, Adriano da Silva, disse que já foi feito o cronograma de visitas técnicas de 2023 para atendimento dos municípios amazonenses que ainda não foram contemplados com o programa Crédito Rosa. “O objetivo é atender os 31 municípios restantes no decorrer deste ano”, disse.

Atividades beneficiadas

A maior demanda no programa é de mulheres que atuam em atividades como cabeleireira, manicure, esteticista, bolos e doces, salgados, churrasquinhos, dindin gourmet, mercearias, brechós, confecções, produtos naturais, perfumarias, cosméticos artesanais, produtos naturais, bronzeamento natural, decoração de festas.

Os municípios que já receberam atendimento presencial do Crédito Rosa foram: Manaus, Maués, Manicoré, Humaitá, Parintins, Lábrea, Itacoatiara, Tefé, Juruá, Manacapuru, Boca do Acre, Borba, Coari, Presidente Figueiredo, Iranduba, São Gabriel da Cachoeira, Carauari, Envira, Caapiranga, Rio Preto da Eva, Barreirinha, Beruri, Benjamin Constant, Ipixuna, Nova Olinda do Norte, Pauini, Tabatinga, Autazes, Novo Airão, Urucurituba, Codajás.

FOTO: Jimmy Christian /Seas

Informações para a imprensa: Assessoria de Comunicação da Secretaria de Estado da Assistência Social (Seas): Ana Luiza Santos (98118-1347); Kerolyn Leigue (99499-9953) e Juliana Siqueira (98446-6423)

Clique para comentar

Envie seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *