Delegado é quase ‘linchado’ por população em Tonantins durante evento político

Delegado é quase ‘linchado’ por população em Tonantins durante evento político

Da redação 

Um delegado da Polícia Civil (PC) identificado como Alan de Andrade, gestor da 54ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Tonantins, cidade distante 863 quilômetros de Manaus, quase foi linchado na noite do último domingo, 11, após a apreensão de uma caixa de som que possivelmente, estaria tocando som alto de candidato nas eleições municipais deste ano.

No vídeo, possível ver a população indo para cima do delegado, que quase foi linchado, isso, momentos depois de atirar em um rapaz que ainda não foi identificado.

Veja o vídeo:

 

Leia a nota na íntegra da SSP:

Em atenção à sua demanda, de acordo com o investigador Alan de Andrade, gestor da 54ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Tonantins (distante 865 quilômetros em linha reta da capital), na noite deste domingo (11), por volta das 19h30, recebeu uma denúncia de perturbação do sossego, poluição sonora e descumprimento de decreto governamental contra a Covid-19, ocorrida na Rua São Francisco, bairro Centro, naquele município.

Conforme o gestor, na ocasião, o dono de uma lanchonete denunciou que estava sendo prejudicado pelo volume alto da caixa de som do ponto comercial ao lado. O comerciante mencionou que não estava conseguindo realizar os atendimentos de pedidos de delivery, e dos clientes que estavam no local.

O investigador então se deslocou ao endereço delatado para averiguar a denúncia e constatou a veracidade da informação. Ele então solicitou apoio de policiais militares e da Guarda Civil Municipal (GCM). No local, as equipes solicitaram que o homem baixasse o volume do som, porém ele se recusou. Sendo assim, os policiais tentaram apreender o aparelho de som, mas foram impedidos por populares.

O investigador Alan reitera que no momento em que estava exercendo sua autoridade, buscava agir pelo bem da ordem pública e pelo bem-estar de todas as pessoas que se encontravam na localidade naquele momento. A Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP-AM), informou em nota, que o Corregedor-geral do Sistema de Segurança Pública determinou a instauração de procedimentos apuratórios e o envio de uma equipe ao município para fazer todo o levantamento necessário sobre o caso.

 

Deixe uma resposta