Siga nas Redes Sociais

Olá, o que procuras?

Dia a Dia

Vídeo: passageiro fazia live durante queda de avião

O homem filma a janela do ATR 72, sorri para a câmera e, pouco depois, é possível ouvir gritos e o celular parece cair da mão do passageiro. A transmissão termina mostrando destroços em chamas após a queda.
Foto: Divulgação

Um dos passageiros do avião que caiu no Nepal nesse domingo (15) gravava um vídeo ao vivo no momento da queda da aeronave. O pior acidente aéreo em trinta anos no país tinha 72 pessoas a bordo e deixou ao menos 68 mortos.

O ATR 72, da companhia Yeti Airlines, saiu de Katmandu, capital do Nepal , e tinha como destino Pokhara. A aeronave caiu pouco antes das onze da manhã do horário local (02h15 no horário de Brasília).

Nas imagens, é possível ver o passageiro gravando o avião enquanto ele se aproximava do solo. No vídeo , ele e as demais pessoas que estavam no bimotor aparecem calmos, sem indicação de qualquer problema com a aeronave .

— ALERTA PARA IMAGENS FORTES! —

O homem filma a janela do ATR 72, sorri para a câmera e, pouco depois, é possível ouvir gritos e o celular parece cair da mão do passageiro. A transmissão termina mostrando destroços em chamas após a queda.

De acordo com o jornal The Guardian , o passageiro que fazia a gravação é indiano e se chama Vishal Koswal. Um amigo próximo teria reconhecido ele e outros três homens que aparecem no vídeo: Jaiswal, de 29 anos, Anil Rajbhar, de 28, e Abhishek Singh Kushwaha, de 23.

Segundo a publicação, a identidade de quatro vítimas também foi confirmada pela polícia local.

O grupo de amigos da  Índia estava entre os 15 estrangeiros que estavam a bordo do avião . No voo, havia 57 nepaleses, cinco indianos, quatro russos, dois sul-coreanos e uma pessoa da Argentina, Irlanda, Austrália e França.

As equipes de busca localizaram as caixas-pretas do avião , que contêm informações que podem ajudar as autoridades a determinar as causas da queda . Segundo funcionário do aeroporto de Katmandu, os gravadores estão em “boas condições” e foram enviados para análise.

Este foi o pior acidente aéreo do país desde 1992, quando 167 pessoas morreram após a queda de um avião da Pakistan International Airlines, perto de Katmandu.

O fogo, a fumaça e o terreno montanhoso dificultaram os resgates da polícia e do exército. As equipes de busca tiveram que usar cordas e macas para retirar os corpos de um barranco de 300 metros de profundidade até a noite de onte,.

“Até agora enviamos 63 corpos para o hospital”, afirmou o policial AK Chhetri nesta segunda-feira (16), ao The Guardian .

Clique para comentar

Envie seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *