Siga nas Redes Sociais

Olá, o que procuras?

Pets

Tecnologia facilita localização de pet perdido

Aplicativo gratuito identifica animais pelo focinho e pontos da face
Fotos: Pixabay

Certamente perder o pet deixa o seu tutor tão triste como se estivesse perdendo um familiar. E não estamos falando da morte do cachorro ou gato de estimação, mas sim a perda por um descuido, uma ida ao shopping, um passeio no parque, entre outras opções.

Este é um dos maiores temores de quem tem um pet e que pode acontecer mesmo quando o tutor é cuidadoso. Quem tem gato sabe bem como é: impossível não ficar preocupado quando os felinos saem para dar uma voltinha, já que eles chegam a percorrer até três quilômetros e podem encontrar diversos perigos pelo caminho, desde um atropelamento até alguém que ache ele lindo e decida pegar para ele.

Com os cachorros não é diferente, pois existem muitos fujões que não podem ver um portão aberto e escapam. Uma situação complicada acontece especialmente nos casos de fogos, que assustam os cães e os levam em alguns casos para longe do lar.

Na coluna dessa semana o Em Pauta Online traz uma valiosa informação: a tecnologia pode minimizar essas situações e deixam a partir de agora os tutores um pouco mais tranquilos caso aconteça de o pet fugir. A empresa PUPZ desenvolveu um aplicativo gratuito de reconhecimento facial, disponível para Android e IOS. 

 Carlos Fabbro, especialista em tecnologia e idealizador da PUPZ, é tutor da Channel, uma Golden Retriever que foi a musa inspiradora para o desenvolvimento do aplicativo de reconhecimento facial. 

 “Nós levamos anos para desenvolver esse aplicativo, que por meio da inteligência artificial consegue ligar os pontos da face do animal para identificá-lo. Para isso, nós utilizamos três redes neurais convolucionais, uma classe aplicada com sucesso no processamento e análise de imagens digitais, e que é a base para o reconhecimento facial dos pets em nosso sistema”, explica Fabbro. 

 Para usufruir do sistema gratuito de reconhecimento facial da PUPZ, precisa baixar o app na loja de aplicativos do respectivo sistema operacional de seu smartphone, sendo que a empresa disponibiliza versões para os mais utilizados atualmente, IOS e Android. 

Após a instalação, basta seguir com o cadastro na plataforma do tutor e do pet, e utilizar a câmera do próprio celular para fazer o reconhecimento facial do animal, que ficará arquivado na plataforma.

Aumento no número de pets

Com o crescimento do número de animais nos lares brasileiros, a preocupação com a segurança dos pets só aumenta, mas com o avanço da tecnologia, já existem diversas soluções para quem não quer perder os passos dos bichinhos. 

A pandemia impulsionou muitas famílias na decisão de ter um pet. De acordo com a pesquisa Radar Pet 21, cerca de 30% dos animais dos tutores entrevistados foram adquiridos neste período. 

Nos primeiros meses da crise sanitária, um levantamento realizado pela União Internacional Protetora dos Animais (UIPA) revelou que a adoção de animais cresceu 400%.

Clique para comentar

Envie seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

sete − dois =