Siga nas Redes Sociais

Olá, o que procuras?

Política

Mais um bebê morre em Tefé enquanto funcionários sonhavam com viagem internacional

Com várias viagens internacionais no bolso, dois funcionários de Tefé, que dizem que a cidade vai na melhor forma possível, não tem conhecimento da realidade da população. Enquanto sonham com novas viagens internacionais, mais um bebê morre por negligência hospitalar.

Por Alessandra Aline

Com argumentos de “Deixa o Homem trabalhar”, e ostentando várias viagens internacionais, o secretário de comunicação, Orange Cavalcante e seu pupilo Evanildo Oliveira na Secretaria de comunicação e Cultura do Município de Tefé (SEMUCC), não enxergam a realidade que vem passando o povo de Tefé, talvez, eles estejam imaginando que as ruas do município, sejam as mesmas de Madrid, ou da Espanha, que não tem nenhum buraco.

Os funcionários devem viver um sonho de contos de fadas, onde a saúde pública é a melhor possível, mas, faltam medicamentos, estrutura e alto índice de mortalidade infantil. Só nesse ano, foram registradas três mortes de criança por negligência hospitalar.

Bebê morre por negligência no Hospital Regional do município de Tefé (a 522 quilômetros de Manaus). A jovem passou três dias hospitalizada, e médicos não deram importância para o estado de saúde do bebê e nem da mãe. O bebê morreu dentro da mãe, e os médicos do Hospital realizaram uma cesariana para retirar o feto.

Repasses para saúde do município

Apesar de ter uma conta recheada com R$ 634.490,77 do Fundo de Saúde (FNS), o prefeito de Tefé vem fazendo poucos investimentos no município, tanto que a população reclama pela falta de assistência médica, infraestrutura e saneamento básico, talvez, a prioridade do prefeito, seja a eleição do seu irmão para a Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas.

Foto: Divulgação

Clique para comentar

Envie seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

13 − quatro =