Siga nas Redes Sociais

Olá, o que procuras?

Política

Dilma Rousseff disputará uma vaga no Senador Federal pelo estado de Minas Gerais

Em agosto de 2016, o Senado Federal aprovou às 13h35 da quarta-feira, 31, por 61 votos a 20 o afastamento definitivo da presidente Dilma Rousseff.

A ex-presidente Dilma Rousseff (PT), vai concorrer a uma vaga no Senado Federal pelo Estado de Minas Gerais (MG). No final de junho, Dilma confirmou que vai se candidatar ao Senado por MG, Estado onde nasceu. “Eu não vou me furtar a participar de uma luta do ponto de vista eleitoral”, explicou a petista, relacionando ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), pelo pela Polícia Federal.

Nesta sexta-feira (21) a ex-presidente ser surpreendida com um recado inusitado em seu prato, no momento que jantava em um restaurante.

Dilma compartilhou o recado em seu perfil no Instagram. “Uma delicada gentileza que me encheu o coração de alegria. Muito obrigada”, escreveu na legenda da foto. A ex-presidente não deu detalhes sobre o restaurante onde estava.

Impeachment 

Em agosto de 2016, o Senado Federal aprovou às 13h35 da quarta-feira, 31, por 61 votos a 20 o afastamento definitivo da presidente Dilma Rousseff. Quase dois anos após ser reeleita com 54,5 milhões de voto, ela se tornou o segundo presidente da República da história do Brasil a sofrer impeachment.

Por 42 votos a 36, o Senado Federal rejeitou a inabilitação da presidente cassada Dilma para exercer cargos públicos por oito anos. Dessa forma, mesmo tendo sofrido impeachment, a petista poderá exercer cargos públicos, como de ministra e secretária estadual. Dilma também não está inelegível e poderá concorrer as eleições novamente.

Veja no vídeo

Clique para comentar

Envie seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

cinco × 2 =