Siga nas Redes Sociais

Olá, o que procuras?

Eleições 2022

Amazonino inicia campanha e anuncia o maior programa de combate à fome da história

É meu compromisso aumentar o valor do auxílio estadual para no mínimo R$ 450”, declarou Amazonino.
Foto: Divulgação

Ex-governador pretende triplicar o auxílio estadual, expandir o Leite do Meu Filho para todo o Amazonas e garantir recurso adicional às mães chefes de família

O candidato da coligação “A Força do Povo”, Amazonino Mendes (Cidadania), informou nesta terça-feira (16/08), dia em que abre oficialmente a campanha eleitoral de 2022, que irá implantar o maior programa de combate à fome da história do Amazonas. Hoje, a fome atinge 2,7 milhões de amazonenses, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
“Mais da metade da nossa gente não tem o que comer neste exato momento”, frisou Amazonino.

Amazonino ressalta que o governo estadual tem a obrigação de ajudar as famílias hipossuficientes, que sobrevivem em meio à insegurança alimentar e ao desemprego, fatores que colocam o Amazonas entre os estados com maiores índices de pobreza do Brasil.

Caso seja eleito governador do Amazonas, Amazonino se compromete a triplicar o valor do auxílio estadual, passando de R$ 150 para R$ 450. O candidato foi o primeiro gestor público do Brasil a garantir auxílio financeiro às pessoas de baixa renda. O projeto deu tão certo no Amazonas, na década de 90, que no início dos anos 2000 foi copiado pelo governo federal, com o programa Bolsa Família.

“O povo está sendo esmagado e abandonado em meio à miséria. O Estado não pode fingir que tudo está bem.
Enquanto o governo bate recordes na arrecadação, mais da metade da população amazonense passa fome e não sabe o que vai comer no dia. É meu compromisso aumentar o valor do auxílio estadual para no mínimo R$ 450”, declarou Amazonino.

Além de aumentar o valor do auxílio estadual, as mães consideradas chefes de famílias irão receber um valor adicional. “É necessário o Estado estender a mão amiga às milhares de mulheres que enfrentam sozinhas toda a dificuldade que impera nos lares. Não podemos abandonar estas guerreiras, batalhadoras, que lutam diariamente sozinhas para sustentar seus filhos. Elas receberão um recurso adicional ao auxílio e ainda terão cesta básica digna para garantirem o alimento de sua Família”

Clique para comentar

Envie seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

1 × quatro =