Siga nas Redes Sociais

Olá, o que procuras?

Política

Vereador Dione Carvalho pratica ‘Aporofobia’ em sessão na CMM

O parlamentar diz que vai criar Projeto de Lei (PL) restringir “pedintes” em shoppings de Manaus  

O vereador Dione Carvalho (Patriota) praticou “Aporofobia” durante Sessão Plenária, na terça-feira, 9, na Câmara Municipal de Manaus (CMM), ao defender a exclusão de pedintes em Shoppings, pois causam insegurança.

O parlamentar destacou que tem objetivo de criar Projeto de Lei (PL) para coibir e restringir a entrada de pedintes nos Shoppings da capital amazonense.

Vereador Dione Carvalho (Patriota) – CMM

Dione Carvalho relatou que quando criança era restrito, tinha critérios para entrada das pessoas nos shoppings. “Hoje, por incrível que pareça, não somente eu, mas a população em si, e os senhores vereadores já passaram por situação semelhante dentro de alguns shoppings em Manaus”. 

O parlamentar discorreu, ainda, que ninguém faz nada para coibir, para restringir e fica muito preocupado pois se as pessoas vão ao shopping, é com objetivo de ter mais segurança, conforto e tranquilidade. 

Imagem: Reprodução/CMM

“Mas infelizmente, isso não acontece. Porque quando está sentado com a família esperando alguém fazer as compras, vem alguém lhe pedir alguma coisa. Se você não der aquela ajuda, aquele dinheiro, eles xingam a gente. Fora isso, os grupos de jovens, de galeras dentro do shopping.  Infelizmente, temos que tomar uma decisão. Estou fazendo um levantamento em todos os shoppings e irei apresentar aqui até semana que vem. Se assim, Deus quiser, um Projeto de Lei aonde iremos votar para tentar restringir, para tentar coibir esse tipo de situação dentro dos shoppings”, afirmou o parlamentar na Sessão Plenária.

Carvalho destacou que os lojistas dos shoppings estão solicitando que tome providências, pois não aguentam mais, e a população que frequenta os shoppings também.

“Estou vendo que os órgãos de seguranças não estão fazendo nada, para pelo menos transmitir uma sensação de segurança, ou seja, não temos segurança nem fora, quanto mais dentro dos shoppings”, apontou o vereador.

O que é Aporofobia? 

Foto: padre Júlio Lancellotti

Conforme o padre Júlio Lancellotti, coordenador da Pastoral do Povo de Rua da Arquidiocese de São Paulo, durante o 17° Congresso Internacional de Jornalismo Investigativo, frisou que Aporofobia significa aversão, medo e desprezo pelos pobres.

Aporofobia é um termo neologismo, ou seja, uma palavra nova, onde surge do grego da junção das palavras á-poros (pobres) mais fobos (medo).

O padre Júlio Lancellotti é uma das principais vozes contra a prática designada por intervenções hostis que objetiva impedir a estadia, descanso ou passagem de pessoas em situação de rua nos espaços públicos.

Quem frequenta Shoppings?

De acordo com a Pesquisa realizada pelo Ibope Inteligência, quase 100% dos consumidores que frequentam os shoppings centers são das classes A, B e de parte da classe C brasileira. E a renda média familiar desses clientes é de R$ 6.550,00 mensais, valor superior a renda média familiar do país, que é de R$ 3.160,00.

Imagem: Reprodução/Internet

Na pesquisa, relacionando as classes sociais, o Ibope utiliza o critério de classificação econômica da Abep (Associação Brasileira de Empresas de Pesquisa), que divide as famílias em classes A1 (renda média de R$ 12.926), A2 (R$ 8.418), B1 (R$ 4.418) e B2 (R$ 2.565). Já a classe C é dividida em C1 e C2, com renda média familiar bruta de R$ 1.541 e R$ 1.024, respectivamente.

A pesquisa do Ibope Inteligência revelou que os shoppings centers do Brasil recebem diariamente 11 milhões de pessoas, que estão em busca de produtos, lazer, serviços e alimentação.

Vídeo do vereador na CMM

Foto: Divulgação

Clique para comentar

Envie seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

12 − quatro =