Siga nas Redes Sociais

Olá, o que procuras?

Manchete

Pagamentos de fornecedores pela Sefaz é porta de entrada para corrupção, diz Alexandre Jabur

O procurador disse que a falta de transparência gera dificuldade e faz com que pessoas queiram ‘vender facilidade’ e muitas das vezes o próprio fornecedor é obrigado a pagar uma propina para o agente corrupto para poder receber aquilo que deveria ter recebido a tempos atrás.

Da Redação 

 

 

Durante apresentação do balanço de dois anos da operação ‘Maus Caminhos’, o procurador da República Alexandre Jabur disse que o entendimento do MPF (Ministério Público Federal), é que o pagamento de fornecedores pela Sefaz (Secretária de Fazenda), é porta de entrada para corrupção de grande parte dos casos do Amazonas.

De acordo com Alexandre Jabur, um desdobramento na ‘Maus Caminhos’, de uma ação civil pública ajuizada no órgão ministerial, demostrou o entendimento de que o pagamento de fornecedores pela Secretaria de Fazenda é um grande problema.

“Infelizmente, a Sefaz, o Governo do Estado do Amazonas, desrespeitando a Lei de Licitações, não possui de forma clara e transparente, uma ordem cronológica de pagamento de seus fornecedores”, disse Jabur.

O procurador disse que a falta de transparência gera dificuldade e faz com que pessoas queiram ‘vender facilidade’ e muitas das vezes o próprio fornecedor é obrigado a pagar uma propina para o agente corrupto para poder receber aquilo que deveria ter recebido a tempos atrás.

Foto: Divulgação

Clique para comentar

Envie seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

20 − 1 =