No fim do mandato, Normando Bessa quer gastar R$ 5,6 milhões com material de construção

No fim do mandato, Normando Bessa quer gastar R$ 5,6 milhões com material de construção

Da redação

Materiais de construção e materiais elétricos para “manutenção de bens imóveis” da Prefeitura de Tefé podem custar R$ 5,6 milhões aos cofres públicos do município – que ainda é administrado pelo prefeito Normando Bessa (PP), até o final deste ano. A informação consta no Diário Oficial dos Municípios (DOM), de segunda-feira (23).

O gestor concorreu à reeleição, porém, não obteve sucesso e passará o cargo para o seu maior concorrente na cidade, Nicson Marreira (PTB).

De acordo com o despacho de homologação, ou seja, confirmação do resultado da licitação, a possível aquisição será para atender demanda da Secretaria Municipal de Saúde. Além disso, seis empresas diferentes deverão ser contratadas por valores milionários.

Ao todo, são 200 itens que variam entre sifão, joelho, broxa, cano, cal, tinta, lâmpada, lona, prego, disjuntor, serra, torneira, trena, vara, perna manca, areia, seixo e tijolos.

Na ponta do lápis, Normando Bessa quer pagar R$ 5.677.074,00 milhões para um serviço de manutenção e reforma para a Secretaria Municipal de Saúde.

O documento, porém, não especifica se esses trabalhos, com custo milionário, também serão feitos em unidades de saúde do município.

Empresas

Segundo consta no documento, seis empresas venceram a licitação e estão aptas a fazer o fornecimento dos materiais de construção para a Prefeitura de Tefé.

A primeira é a P K DE OLIVEIRA LOPES, que receberá a maior fatia: R$ 2.351.058,50. A segunda, que também poderá ser paga com uma alta quantia, de R$ 1.165.432,30, é a M M N COMERCIO DE MATERIAIS DE CONSTRUCAO LTDA.

 

Leia completo no AM1

 

Fonte e Foto: Amazonas1