Siga nas Redes Sociais

Olá, o que procuras?

Bastidores

Nicson Marreira tem prazo de 15 dias para responder sobre acúmulo ilegal de cargos

A informação foi divulgada na manhã desta terça-feira, 5, no Diário Oficial do TCE.

O Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (TCE-AM) deu o prazo de 15 dias para o prefeito Nicson Marreira (PTB) responder sobre acúmulo de ilegal de cargos em Tefé, a 522 quilômetros de Manaus. 

A informação foi divulgada na manhã desta terça-feira, 5, no Diário Oficial do TCE. O documento tem a assinatura do conselheiro-relator, Mário Manoel Coelho de Mello.

O conselheiro destacou que o documento trata de uma demanda da Ouvidoria (Manifestação n°539/2021), formulada pela Secretaria de Controle Externo desta Corte de Contas (Secex/TCE-AM), por intermédio da Diretoria de Controle Externo de Admissões de Pessoal (Dicape), em face do Secretário Municipal de Educação de Tefé, Marcus Lucio de Sousa, acerca de possível acúmulo ilegal de cargos esuposta incompatibilidade de horários, junto à Secretaria de Educação de Tefé e a Universidade do Estado do Amazonas (UEA). 

“O senhor Marcus Lucio de Sousa que é o atual secretário municipal de educação do município de Tefé possui também remuneração na UEA. Como secretário, sua carga horária é de 100 horas e como professor é de 40 horas, demonstrando assim incompatibilidade e acumulo ilegal de cargo, com a única finalidade de remuneração irregular, desde o dia 01/01/2021”, relatou o conselheiro no documento. 

Clique para comentar

Envie seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

20 − dezesseis =