Siga nas Redes Sociais

Olá, o que procuras?

Política

Amazonino comenta sobre atraso de pagamento do escalonamento dos policiais

Pré-candidato da Federação PSDB-Cidadania usou as redes sociais e se colocou à disposição dos investigadores e escrivães
Foto: Divulgação

O ex-governador do Amazonas por quatro mandatos, Amazonino Mendes (Cidadania), usou as redes sociais nesta quinta-feira (30) para apoiar a manifestação realizada por investigadores e escrivães do estado amazonense, que estão com as promoções e a última parcela do escalonamento em atraso.

Amazonino Mendes, que é pré-candidato da Federação PSDB-Cidadania ao Governo do Amazonas, classificou como falta de respeito o não cumprimento do pagamento da última parcela do escalamento. “Neste momento, nossos guerreiros policiais estão nas ruas lutando pelo que já devia ser deles por direito, por lei!”, disse o pré-candidato nas redes sociais.

 

O ex-governador Amazonino Mendes, em um mandato tampão, em 2018, garantiu, em lei, o pagamento das datas-bases (dos investigadores e escrivães) de governos anteriores. Por meio do escalonamento, os policiais garantiram as parcelas. Uma foi paga ainda em 2018, e as demais deveriam ser pagas na gestão sucessória ao seu mandato tampão. “Sempre valorizei os profissionais da segurança e hoje reforço: contem sempre comigo!”, escreveu Amazonino, lembrando que nesta quinta-feira (30), os policiais civis, por meio do Sindicato que representa a categoria, vão decidir se deflagam greve no estado. “Hoje, será realizada assembleia debatendo a possibilidade de greve geral. A que ponto chegamos!”, finalizou.

 

Na manhã desta quinta, policiais civis amazonenses estiveram na frente da Delegacia Geral da Polícia Civil para cobrar do Governo do Amazonas o pagamento da última parcela do escalonamento e ainda a liberação das promoções de investigadores e escrivães.

 

Concessão de direito

 

No último mandato de Amazonino Mendes, que teve um período curto de duração, apenas de 14 meses, o ex-governador valorizou os policiais do Amazonas, mesmo com um orçamento menor (cerca de R$ 18 bilhões) que o executado nesta atual gestão, que bateu todos os recordes de arrecadação da história do Amazonas (previsão de R$ 24 bilhões).

 

Foi Amazonino quem garantiu em lei o pagamento das datas-bases atrasadas e ainda realizou promoções dos agentes da força policial. Com o projeto de lei aprovado na Casa Legislativa, Amazonino garantiu o reajuste de 11% a partir de abril de 2018 para escrivães e investigadores e assegurou o pagamento, a partir de 2019, do escalonamento que totalizava 23% de reajuste, recompondo as datas-bases não cumpridas em gestões anteriores.

 

O pré-candidato autorizou a promoção de 100 policiais civis para 3ª classe, o reajuste a peritos, legistas e odontolegistas. O ex-governador convocou 244 aprovados no concurso da Polícia Civil, ainda do ano de 2009. Amazonino Mendes determinou que os concursados prejudicados no certame por fraude na prova de digitação (que foi anulada) fossem chamados imediatamente e iniciassem o curso de formação.

Foto: Arquivo Pessoal/2018

Clique para comentar

Envie seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

catorze − seis =