Yamaha é parceira da Semana Nacional do Trânsito no Amazonas

Yamaha é parceira da Semana Nacional do Trânsito no Amazonas

Da redação 

 

A Yamaha participou nesta sexta-feira, dia 18 de setembro, de Ação Educativa, realizada na Avenida Beira Rio, no Coroado, em frente à 11ª CICOM, com o projeto PIT STOP, de orientação aos motociclistas.

O Batalhão de Policiamento de Trânsito (BPTran), da Polícia Militar do Amazonas, está promovendo uma série atividades em comemoração à Semana Nacional do Trânsito, com diversos eventos educativos visando trazer conscientização a todos os envolvidos no dia a dia do trânsito, sejam eles pedestres, motoristas, motociclistas, ciclistas ou passageiros.

Nesta sexta-feira, dia 18 de setembro, a ação foi uma Ação Educativa, focada no motociclista, substituindo as eventuais multas em informações relativas ao uso de equipamentos obrigatórios de segurança, situações relevantes a acidentes de trânsito e procedimentos no atendimento de primeiros socorros prestados a vítimas nessa situação.

A Yamaha é parceira dessa iniciativa por meio do Projeto PIT STOP, que consiste em orientar os motociclistas em como evitar os pontos cegos dos veículos maiores durante a condução, além de outras dicas sobre direção defensiva. O Instrutor do Yamaha Riding Academy, Alexandre Alves, e os instrutores dos Concessionários Yamaha de Manaus TV Lar e Braga Motos, realizaram uma simulação de situação de trânsito urbano cotidiano com o uso de um automóvel e quatro motocicletas posicionadas estrategicamente em locais em que o condutor não consegue enxergá-las, e pediram aos motociclistas que ocupassem o banco do motorista. Depois explicaram como o motociclista pode evitar essas situações. Essa inversão de papeis, em que o motociclista entra em um automóvel e torna-se ‘motorista’, propicia uma melhor compreensão em relação aos pontos cegos no compartilhamento das vias públicas, podendo assim, evitar se colocar em risco.

“A proposta do Projeto PIT STOP é ter caráter itinerante e ir onde o motociclista está. Dicas de segurança ‘no meio do caminho’ para que todos cheguem em segurança ao seu destino”, destaca Afonso Cagnino, Gerente de Relações Institucionais da Yamaha.

Alexandre Alves é Especialista Técnico de Segurança no Trabalho, formado em Segurança no Trabalho, com 12 anos de experiência em treinamentos obrigatórios normativos (NRs), 15 anos como instrutor socorrista, 12 anos como instrutor de máquinas de movimentação de carga e 4 anos como Instrutor da Yamaha Riding Academy (YRA) ministrando cursos e palestras sobre pilotagem defensiva e Off Road.

Ações de educação no trânsito da Yamaha impactaram mais de 10.700 motociclistas ano passado

Dentre as prioridades da atuação institucional da Yamaha estão as ações de educação no trânsito e segurança do motociclista. O Departamento de Relações Institucionais trabalha em parceria com a ABRACICLO, autoridades de trânsito, concessionários de rodovia e sua rede autorizada em todo o Brasil, para propagar as melhores práticas na manutenção e condução de motocicletas por meio de ações Pit Stop, Moto CheckUp e Palestras. Somente ano passado foram atendidas 10.755 pessoas. As ações em 2020, suspensas após o início da pandemia, seguiram o mesmo percentual de atendimento nos dois primeiros meses do ano. A Yamaha espera que em 2021 possa retomar os projetos em toda sua totalidade, chegando aos números dos anos anteriores de mais de 10 mil pessoas atendidas.

No PIT STOP da Yamaha, é montado um ponto de atendimento aos motociclistas em uma área crítica indicada pela autoridade municipal ou gestor da rodovia, onde instrutores da Yamaha Riding Academy – YRA – ministram treinamento orientando os participantes sobre como evitar o ponto cego de veículos maiores, quando conduzindo motocicletas, e como se posicionar de forma segura entre os veículos no trânsito. Quando no local da ação há espaço e infraestrutura disponível, se realiza palestra em que se exibe vídeo que destaca a redução de velocidade como ato preponderante para diminuir a força de impacto em eventuais colisões. Ademais, se promove a verificação dos itens de segurança da motocicleta, como freios, pneus, sistema de iluminação e de transmissão. E ao final, o motociclista, como brinde por sua participação, recebe um “vale-troca de óleo” para ser utilizado na rede autorizada Yamaha. Foram realizados mais de 50 PIT STOPS de 2019 para cá em cidades como Campinas, Manaus, São Paulo, Sorocaba, Petrópolis, entre outras. 8.643 motociclistas foram atendidos nas ações.

Já a ação Moto CheckUp é uma iniciativa da ABRACICLO, associação que reúne os principais fabricantes de motocicletas instaladas no Brasil, em que a Yamaha atua com protagonismo. A iniciativa consiste na criação de um “circuito” no qual a motocicleta do participante passa por uma minuciosa avaliação de 21 itens de segurança. Na sequência, o motociclista participa de demonstração prática de técnica de frenagem; e ao final assiste a uma palestra com vídeo educativo. Em 2019 a ação Moto CheckUp ocorreu em Brasília, e impactou 2.112 motociclistas.

As ações de segurança e educação no trânsito são um esforço coordenado entre os departamentos de Relações Institucionais, RH, SESMT, YRA e Rede de Concessionários, como meio de agregar qualidade aos motociclistas. É a Yamaha trabalhando por um trânsito seguro!

MAIS SOBRE A YAMAHA BRASIL

Há 64 anos, a Yamaha é conhecida mundialmente pelo ronco de seus motores, mas foi fabricando instrumentos musicais que começou suas atividades, em 1887. O logotipo, com os três diapasões sobrepostos deixa clara essa origem, simbolizando ritmo, harmonia e melodia.

A Yamaha Motor Company surgiu no Japão em 1955, quando a empresa passou a fabricar motocicletas, lançando a YA-1, a famosa Libélula, que já em sua primeira competição faturou as três primeiras colocações na desafiadora corrida de subida de montanha Asama Race.

No Brasil, a Yamaha se estabeleceu em 1970, sendo a primeira fabricante de motocicletas a se instalar efetivamente no País. Em outubro de 1974 passou a produzir em Guarulhos, São Paulo, tendo como primeiro modelo nacional, a Yamaha RD 50, eternamente lembrada como “cinquentinha”. Em 1985 inaugurou em Manaus, Amazonas, uma segunda unidade fabril, hoje a única, a Yamaha Motor da Amazônia Ltda.

Atualmente são 26 modelos de motocicletas comercializados no Brasil, 8 modelos WaveRunner (veículos aquáticos), 32 modelos de motores de popa e uma Rede com cerca de 370 concessionárias e pontos de venda autorizados e capacitados no atendimento e serviços com qualidade.

O Grupo Yamaha Motor no Brasil exporta para países como Estados Unidos, Canadá, Japão, Oceania e para o Mercosul e Europa. Mais que tecnologia e máquinas, o que diferencia a Yamaha são as pessoas e sua paixão pelo que fazem, todas com um único objetivo: o de gerar Kando através de seus produtos e as experiências que eles proporcionam.

Kando, em japonês significa o estado de espírito de uma pessoa ao se deparar com algo extraordinário o suficiente para gerar encantamento a ponto de fazê-la suspirar de satisfação. E é para arrancar suspiros assim que trabalhamos cada vez mais e melhor.