Siga nas Redes Sociais

Olá, o que procuras?

Início

URGENTE: novos medidores da Amazonas Energia cobravam em dobro

A reunião, realizada no âmbito da CPI, vai até os bairros para ouvir os problemas dos moradores das localidades referente a serviços e cobranças de energia elétrica.
Foto: Divulgação

Nesta sexta-feira, 11, no bairro Alvorada 2, Zona Centro-Oeste de Manaus, a 23ª reunião itinerante da CPI da Amazonas Energia teve a participação do diretor-presidente do Instituto de Pesos e Medida do Amazonas (Ipem-AM), Márcio Brito, que confirmou que a fiscalização de mais de 25 mil medidores, nos últimos três anos, indicou que muitos aparelhos estavam fazendo medições incorretas e prejudicando a população.

A reunião, realizada no âmbito da CPI, vai até os bairros para ouvir os problemas dos moradores das localidades referente a serviços e cobranças de energia elétrica.

“Desde 2019, o Ipem-AM já fiscalizou mais de 25 mil medidores de energia. Só em janeiro foram 1.100. Cerca de 700 foram reprovados por motivos diversos. Também encontramos seis equipamentos, em seis residências, que estavam medindo contra o consumidor. Ou seja, a medição apresentada do resultado era o dobro, em quilowatts, do que deveria medir”, explicou o diretor-presidente.

“Nesse caso, o Ipem-AM está aplicando as penalidades previstas na lei. Nós vamos elaborar o auto de infração, onde a empresa terá um prazo de 10 dias para apresentar uma defesa, e a multa pode chegar a milhões”, contou ainda.

O presidente da CPI da Amazonas Energia, deputado Sinésio Campos (PT), que coordenou a reunião, falou sobre a importância dessas informações para o documento final da comissão. “Queremos garimpar denúncias que possam substanciar o relatório final da CPI. Essa empresa está causando danos morais e psicológicos; tem gente que não pode nem ver o carro da Amazonas Energia que já passa mal”, disse ele.

O encontro também teve a presença do diretor-presidente do Instituto de Defesa do Consumidor do Amazonas (Procon-AM), Jalil Fraxe, do defensor público do Amazonas, Kennedy Monteiro, e de lideranças comunitárias do Alvorada 2.

Clique para comentar

Envie seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

2 × 2 =