Siga nas Redes Sociais

Olá, o que procuras?

Política

TSE começa a cruzar dados de doações recebidas por candidatos

Valor doado é limitado a 10% dos rendimentos recebidos em 2021; qualquer quantia repassada a candidatos precisa ser declarada à Receita Federal
Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Uma força-tarefa, coordenada pelo Núcleo de Inteligência do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), começa, nesta segunda-feira (19), a cruzar os dados das doações recebidas por candidatos com cadastros de órgãos do governo federal. Segundo o TSE, a medida tem o intuito de identificar indícios de falta de capacidade financeira dos doadores.

No cruzamento de informações também são verificados indícios de irregularidades entre fornecedores contratados por partidos e candidatos. O trabalho será feito com base na prestação de contas parcial das campanhas. O prazo para envio dessas informações à Justiça Eleitoral terminou na terça-feira (13).

Participam da força-tarefa a Receita Federal, o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), o Ministério Público Eleitoral (MPE), a Polícia Federal e o Tribunal de Contas da União (TCU).No último pleito, em 2020, o grupo identificou 221 mil transações com indícios de irregularidades. Entre elas, doações realizadas por 53 pessoas que já haviam falecido e outras 91 mil que estavam inscritas em programas sociais do governo. Neste último caso, o que estranhou foi o volume de recursos doados. A soma passou de R$ 77 milhões.

Clique para comentar

Envie seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

14 − sete =