Resgate de animais silvestres cresce 92% até setembro, segundo Polícia

Resgate de animais silvestres cresce 92% até setembro, segundo Polícia

Da Redação 


O Batalhão de Policiamento Ambiental (BPAMB), da Polícia Militar, resgatou 340 animais silvestres no perímetro urbano de Manaus entre os meses de janeiro e setembro de 2019. O quantitativo representa um aumento de 92% na comparação com igual período do ano passado. As aves, com 144 casos, foram as espécies mais resgatadas, seguidas dos répteis, com 123, e dos mamíferos, somando 73 bichos.

Jacarés, tracajás, curiós, jiboias e preguiças foram os bichos mais apreendidos entre janeiro e agosto, conforme dados do Batalhão. O aumento de casos é uma consequência da redução de habitat, que impõe aos animais migrações para áreas urbanas em busca de alimentos.

“O trabalho em prol desses resgates é importante, pois esclarecemos ao público que caçar ou apanhar qualquer animal silvestre configura crime ambiental, sujeitando seus autores às penalidades da lei”, enfatizou o comandante do Comando de Policiamento Ambiental (CPAMB), Castro Silva.

A maioria dos animais é pega em via pública ou em residências. “As pessoas geralmente informam à Polícia Ambiental que o animal veio de uma área verde, ou algum parente avistou o animal e levou para casa. Ainda há casos de animais, como aves, que caem no quintal e são apanhados para cuidados veterinários”, disse.

A entrega voluntária dos animais pode ser feita sem que haja penalidades. “O cidadão que, por algum motivo, esteja em posse desses animais e desejar fazer a entrega voluntária aos órgãos de proteção ambiental está isento das penalidades criminais e administrativas”, explicou o comandante.

Denúncias sobre crimes relacionados à fauna podem ser feitas pela linha direta do Batalhão Ambiental através do (92) 98842-1553.