Siga nas Redes Sociais

Olá, o que procuras?

Manchete

Professores pretendem parar atividades na segunda-feira

Lambert disse que a Seduc não lançou até o momento nenhum comunicado oficial dando satisfação do que está acontecendo para a categoria.

Da redação

Em nota encaminhada na tarde desta sexta-feira (7), a Asprom Sindical convocou a categoria para paralisar as atividades nas escolas de rede pública a partir desta segunda-feira (10).

De acordo com o coordenador financeiro da Asprom, Lambert Melo,
existem muitas informações desencontradas à respeito do Plano de Saúde. “Ontem (06/12/18) fomos ao Escritório Central do Hapvida e nos afirmaram que não havia nenhuma ameaça de suspensão ou de cancelamento do Plano de Saúde, e  esta notícia foi repassada à categoria, que respirou aliviada, porém hoje muitos denunciaram que não conseguiram marcar consultas ou fazer exames”, disse Lambert.

Lambert disse que a Seduc não lançou até o momento nenhum comunicado oficial dando satisfação do que está acontecendo para a categoria. “Toda esta situação está  afligindo e a todos que não sabem mais o que pensar diante da situação da instabilidade do Plano de Saúde”, disse o sindicalista.

Veja a nota

*ATENÇÃO CATEGORIA*

Existem muitas informações desencontradas à respeito do Plano de Saúde. Ontem (06/12/18) fomos ao Escritório Central do Hapvida e nos afirmaram que não havia nenhuma ameaça de suspensão ou de cancelamento do Plano de Saúde, e  esta notícia foi repassada à categoria, que respirou aliviada, porém hoje muitos denunciaram que não conseguiram marcar consultas ou fazer exames.

A Seduc não lançou até o momento nenhum comunicado oficial dando satisfação do que está acontecendo para a categoria. Toda esta situação está  afligindo e a todos que não sabem mais o que pensar diante da situação da instabilidade do Plano de Saúde.

Assim sendo, o ASPROM SINDICAL convoca a categoria para uma paralisação de advertência que acontecerá na segunda-feira, dia 10/12/2018, às 09:00h.
A categoria exige uma resposta concreta acerca da manutenção do Plano de Saúde.

“Se o Plano de Saúde acabar, a Educação vai parar”.

A Diretoria.

Manaus, 07 de Dezembro de 2018.

Clique para comentar

Envie seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

dez − 8 =