Siga nas Redes Sociais

Olá, o que procuras?

Dia a Dia

Presos confeccionam brinquedos com materiais recicláveis

Presos da Unidade Prisional de Itacoatiara (UPI), município a 176 quilômetros de distância de Manaus, confeccionam brinquedos com materiais recicláveis por meio do projeto “Pequeninos”, desenvolvido em uma parceria entre a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) e Umanizzare Gestão Prisional.

O projeto leva um momento de festa e comemoração para as crianças que visitam seus familiares na unidade prisional. Os brinquedos confeccionados são distribuídos para as crianças.

De acordo com a gerente técnica da UPI, Maria Domingas Printes do Carmo, para a confecção dos brinquedos os reeducandos utilizam garrafas PETs, papelão, e papel emborrachado, que é fornecido através de uma parceria Seap e Umanizzare. Domingas explica que no projeto, além de promover a interação social, os reeducandos que participam da ação tem remição de pena.

“A assistente social Ana Maria e a psicóloga Patrícia Mendes, acompanham as atividades desenvolvidas pelo reeducando Jonílson Antônio Rolin Magalhães, do pavilhão A. Eles confeccionaram brinquedos como: carrinhos e quebra-cabeça, produzidos com papelão, EVA, palitos de picolé e tinta guache; e o reeducando Salmo Guedes Viana, do pavilhão B, contribuiu com o projeto, acompanhando as crianças nas atividades lúdicas, como colorir desenhos, produzindo brinquedos, como um porquinho usando materiais recicláveis miolo do rolo do papel higiênico, EVA e um avião de garrafa PET com EVA”, disse a gerente técnica.

A assistente social, Ana Maria Bezerra, disse que nas outras unidades prisionais o projeto funciona no dia de visita, quando os familiares dos presos preenchem um formulário que autoriza a entrada na unidade. Mas, na UPI, por não existir o mesmo costume, de os familiares não terem o hábito de levar as crianças no dia do cadastro, o projeto foi adaptado para o dia da visita.

“Os reeducandos trabalham com a elaboração desses brinquedos com as crianças. O projeto, além de tirar a tensão das crianças pelo o que seria o cárcere, promove um projeto lúdico. Toda semana fazemos o acompanhamento desses reeducandos, nós passamos os materiais e acompanhamos as atividades que serão feitas no final de semana. Damos um direcionamento do que será trabalhado durante as atividades”, conta.

Clique para comentar

Envie seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

dezessete − 14 =