Prefeitura é investigada por forçar médicos receitarem cloroquina no tratamento da Covid

Prefeitura é investigada por forçar médicos receitarem cloroquina no tratamento da Covid

Da redação 

Um Inquérito Civil (IC), do Ministério Público Federal (MPF), investiga a suspeita de ameaças contra profissionais de saúde médicos para receitar o ‘tratamento precoce’ da Covid-19, em Unidades Básicas de Saúde (UBS). A informações consta no Diário Eletrônico do órgão ministerial.

O inquérito foi instaurado a partir da Notícia de Fato n° 1.13.000.000061/2021-04, que informou a suspeita de que médicos atuantes em UBS em Manaus teriam sido coagidos a receitar “tratamento precoce” para covid-19, sem a comprovação científica em desfavor da liberdade de atuação dos profissionais na melhor determinação da prescrição médica.

O MPF também considerou a grave crise de desabastecimento de oxigênio iniciou-se anteriormente a 11 de janeiro de 2021, dia em que comitiva do Ministério da Saúde encontrava-se em Manaus e no qual agentes públicos do órgão visitariam Unidades Básicas de Saúde com o escopo de disseminar o “tratamento precoce”, revelando possível enfoque em terapêutica cuja eficácia não estaria comprovada em detrimento da concentração dos esforços no emergencial restabelecimento do suprimento de oxigênio.