Siga nas Redes Sociais

Olá, o que procuras?

Política

Prefeitura de Tefé estaria reutilizado telhas velhas em obra da praça 

Um vídeo publicado nas redes sociais mostra a possível reutilização de telhas velhas pela prefeitura Municipal de Tefé em obra que seria da praça da cidade. O vídeo publicado no Facebook está gerando revolta por pelos internautas que afirmam que o prefeito estaria “economizando” recursos para “investir” na campanha do seu irmão ao cargo de deputado estadual.

Os internautas cometam que as telhas estariam sendo lavadas e pintadas para Se tem reutilizadas sem qualquer parâmetro de segurança com o bem público.

Veja o vídeo 

 

 

Veja também o vídeo em que servidores públicos do município tem comportamento machista.

 

 

 

Prefeitura

 

NOTA DE REPÚDIO

É com indignação que o Conselho Municipal dos Direitos da Mulher – COMDIM tomou conhecimento do vídeo que viralizou nas redes sociais a partir do dia 15 de junho de 2018. O COMDIM manifesta REPÚDIO ao Vídeo e aos autores, com destaque ao Comandante da Guarda Municipal de Tefé, “Célio dos Anjos”, com comportamento claro de machismo e misógino, sendo inadmissível que esse comportamento seja aceito nos dias de hoje, o que não deveria ter sido feito em época nenhuma da história humana, e é preciso que os servidores públicos envolvidos nas imagens, investidos na função pública e uniformizados tenham atitudes tendenciosas a cultura do estupro e à violência institucional, que sejam punidos jurídicos e administrativamente.

Neste ato manifestamos REPÚDIO a LENTIDÃO NO CASO LÍDIA, NATALIE, IRENE e tantas outras mulheres vítimas do crime de FEMINICÍDIO na cidade de Tefé, Amazonas.

REPUDIAMOS também a forma covarde do servidor policial civil/investigador, o qual usou de violência física contra a advogada Jessika Thays do Nascimento Martins, dentro das dependências da Delegacia Regional de Tefé, no exercício da profissão.

Todas as conquistas das mulheres não podem ser subjugadas com machismo e truculência e a liberdade é uma dessas conquistas. Estaremos lado a lado com as mulheres que foram diretamente ofendidas, apoiando-as e cobrando das autoridades a punição aos agressores. Jamais nos calaremos diante da covardia escancarada e da brutalidade que alguns ainda têm como meio de humilhar as mulheres, pois essa atitude banaliza a violência contra a mulher. Basta de ter esse tipo de notícia escancarado nos meios de comunicação todos os dias. As mulheres não suportam e não vão se calar diante de agressões sofridas por agentes públicos e a sociedade não pode simplesmente assistir inerte a esse tipo de cena. Não podemos fechar os olhos a uma atitude imoral e degradante de alguns guardas municipais em ver a mulher apenas como um objeto sexual. O fim da cultura de violência contra as mulheres e a emancipação feminina são pressupostos para a construção de uma sociedade mais justa, em que são resguardadas as competências deste Conselho.

Neurismar de Oliveira
Presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher

Clique para comentar

Envie seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

catorze − três =