Paciente de Covid vindo de Manaus morre em hospital de Campina Grande

Paciente de Covid vindo de Manaus morre em hospital de Campina Grande

Do Portal Correio 

Um homem, de 40 anos, que estava internado no Hospital Pedro I, em Campina Grande, desde o dia 3 de fevereiro, morreu em decorrência da Covid-19 na madrugada desta segunda-feira (22). Ele era o último de oito pacientes vindos de Manaus (AM) que foram encaminhados para a unidade de saúde.

O homem, segundo a Secretaria de Saúde de Campina Grande, tinha comorbidades como hipertensão e obesidade e estava intubado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), em estado grave. Os outros sete pacientes vindos da capital amazonense não chegaram a ser encaminhados para a UTI e tiveram alta na semana passada.

De acordo com o diretor do hospital, Tito Lívio Vieira, com a atual situação da pandemia na Paraíba, a unidade deve ampliar a oferta de leitos para Covid-19. “Hoje estamos com 44% de ocupação enfermaria e 42% de UTI. Podemos ofertar mais leitos para todo estado caso seja necessário”, afirmou.

Atualmente, o complexo dispõe de 84 leitos de enfermaria e 50 de UTI para casos de Covid-19 e o diretor estima que serão adicionados pelo menos mais 10 leitos de terapia intensiva.

Outros sete pacientes tinham sido encaminhados de Manaus para o Hospital Universitário Alcides Carneiro (HUAC). Todos já tiveram alta, o último deles na quarta-feira (17), segundo a assessoria de comunicação da unidade.

Histórico

Com o colapso da rede hospitalar em Manaus, os primeiros pacientes vindos do Amazonas para a Paraíba chegaram no dia 17 de janeiro a João Pessoa. Todos – no total, foram 17 – foram encaminhados para o Hospital Universitário Lauro Wanderley (HULW). Já os 15 pacientes encaminhados para Campina Grande chegaram à Paraíba no dia 4 de fevereiro.

Uma terceira remessa de pacientes de Manaus chegou a João Pessoa no dia 7 de fevereiro. No total, foram 15 pacientes – 10 homems e cinco mulheres.