Siga nas Redes Sociais

Olá, o que procuras?

Veículos e motores

Nissan muda a Frontier 2023 para conquistar espaço

Picape é oferecida em seis versões com preço a partir de R$ 244.290,00
Fotos: Divulgação

O Em Pauta Online teve a oportunidade de conhecer e avaliar a Nissan
Frontier, que na linha 2023 chegou com significativas mudanças em seu
design em um segmento competitivo, que está crescendo e há alguns anos
vem sendo dominado pelas Toyota Hilux e Chevrolet S10.

Numa breve pesquisa a partir de 2018, a Nissan Frontier figurava na sexta
posição entre as picapes mais vendidas. Em 2021 ultrapassou a
Volkswagen Amarok e se mantém a sua frente considerando as vendas
acumulados desse ano até o mês de agosto. E é isso que a marca quer com a
linha 2023: ampliar as vendas e conquistar mais espaço.

A linha Frontier 2023 é oferecida em seis versões: S 4×4 MT; SE 4×4 AT;
Attack 4X4 AT, a versão avaliada por nós; XE 4×4 AT; Platinum 4×4 AT e
PRO4X 4×4 AT.

A Nissan Frontier Attack 2023 avaliada por nós tem preço a partir de R$
274.890,00 e conta com muitos equipamentos de série, grafismos
exclusivos e vários detalhes de acabamento em preto, como as rodas aro
17, maçanetas externas, retrovisores, estribos laterais e rack de teto, além
dos faróis de máscara negra.

A picape possui duas configurações de motor a diesel, uma com dois turbos
de 190 cavalos e 45,9 kgfm de torque com câmbio automático de sete
velocidades e outra, exclusiva para a versão de entrada S, com 163 cavalos
e 43,3 kgfm com câmbio manual de seis velocidades.

Fabricada em Córdoba, Argentina, a picape tem faróis com projetor de
LED quádruplos em forma de C tornam a frente única e facilmente
reconhecível. A grade segue um estilo interligado de design, recurso
utilizado na família de picapes da Nissan. Na parte traseira, as lanternas
traseiras também são em LED.

A caçamba apresenta uma excelente combinação de carga útil e volume.
Para isso, o compartimento tem uma altura maior em relação a sua
antecessora: 25 mm perto da cabine e até 50 mm nas laterais, perto da
tampa, tendo capacidade para receber até 1.054 litros de carga e a
capacidade é de 1.043 quilos.

Para o conforto maior na hora de utilizar a caçamba, o para-choque traseiro
tem um degrau que facilita o acesso e o uso da caçamba. Dentro, o espaço
tem ganchos com argola móvel em forma de “D” posicionadas na parte
inferior, perto do assoalho, que dá mais opções de fixação de cargas dos
mais diferentes tamanhos.

Cada um deles têm capacidade de carga de até 400 quilos. E ainda há uma
tomada de 12V para permitir a conexão de dispositivos eletrônicos de lazer
ou de trabalho. Além disso, a tampa do compartimento recebeu dois
amortecedores que reduziram o peso na hora de sua abertura, permitindo
que se possa manipulá-la com apenas uma mão.

Cada versão tem seu acabamento diferenciado da cabine, o que inclui
diferentes materiais e texturas para os bancos que, na dianteira, são
produzidos tendo como base tecnologia desenvolvida pela NASA para
eliminar a fadiga e melhorar o conforto para o condutor.

O painel de instrumentos tem a maior tela TFT do segmento, de sete
polegadas e com imagem de alta qualidade, que disponibiliza uma ampla
gama de informações e configurações do veículo. Além dela, a picape
ainda conta com uma tela de oito polegadas para o sistema multimídia no
console central. Ela se conecta à smartphones e permite que os usuários
ativem recursos convenientes, como streaming de áudio por Bluetooth,
reconhecimento de voz e navegação.

A picape é a única do segmento a ter, dependendo da versão, teto solar e
ainda possui ar-condicionado digital de duas zonas, saídas de ar para o
banco traseiro e 27 compartimentos para acomodação de diferentes objetos
por todo o interior.

Aumentando ainda mais a conveniência, três entradas USB para carregar
dispositivos e garantir conectividade contínua estão disponíveis. Uma delas
é Tipo C (no console), que pode suportar o carregamento de vários
dispositivos. Há ainda duas entradas de 12V para carregar aparelhos na
cabine – além da disponível na caçamba.

A linha Nissan Frontier 2023 apresenta importantes tecnologias. No
console central, próximo da alavanca do câmbio, um seletor permite a
escolha do modo de condução entre quatro opções: Standard, ideal para
situações normais na cidade e estrada; Sport, mantém a posição de marcha
mais baixa levando a rotações mais altas e garantindo potência do motor e
freio motor mais forte; Off Road, modula o acelerador para manter as
rotações altas e ganhar força em baixas velocidades; e Tow, ideal para ser
usada com carga máxima ou ao se puxar um reboque. Fornece freio motor
mais forte e mantém a posição de marcha mais baixa

Este recurso se une ao reconhecido sistema Shift-on-the-fly para seleção de
tração, que permite a fácil troca entre as opções 4X2, 4X4 High e 4X4
Low.

A versão PRO-4X ainda conta com o Bloqueio do Diferencial Traseiro,
para garantir ainda mais disposição para enfrentar as adversidades. Ele é

ativado por meio de um botão no console central, com a tração 4X4 Low
engatada, e permite utilizar o torque na roda que tem mais aderência à
superfície e evitando deslizamento excessivo na roda oposta.

A suspensão foi refinada com a adoção de novos ajustes dos
amortecedores. O conjunto traseiro segue com sistema multilink e molas
helicoidais, única entre os concorrentes, que trabalha em conjunto com um
eixo rígido.

Essa solução inovadora oferece um excelente balanço entre o conforto no
passeio e alta estabilidade, sem abrir mão das capacidades no fora de
estrada e no transporte de cargas. Já a suspensão dianteira de arquitetura
com braço duplo assistido por barra estabilizadora garante o conforto e
segurança.

Os freios aão a disco nas quatro rodas. Para também reforçar a segurança,
melhorar consumo de combustível e reduzir os desgastes dos pneus, a
picape também vem equipado com Sistema de Monitoramento da Pressão
dos Pneus (TPMS).

Pensando no reboque dos mais diversos tipos de carga, o modelo ainda
conta com Assistente de Oscilação do Reboque (TSA). Esse sistema
detecta a oscilação do reboque por meio do monitoramento do balanço do
veículo identificado pelo sistema VDC (Vehicle Dinamic Control), que
reúne os controles eletrônicos de estabilidade e de tração. O TSA reduz a
oscilação do reboque pela ativação do freio, sendo que o VDC controla a
pressão do freio lado a lado para mitigar o balanço. É exatamente o balanço
a principal causa de incidentes com trailers e reboques.

Confira um vídeo com a linha Nissan Frontier 2023 em
https://youtu.be/nYthtKze3lw.

 

 

Clique para comentar

Envie seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

dezesseis − 7 =