Siga nas Redes Sociais

Olá, o que procuras?

Manaus,

Dia a Dia

Mulher dirige com corpo de homem preso embaixo do carro por 40 quilômetros

Ao chegar em casa, a filha dela abriu a porta do carro viu uma perna embaixo do veículo. Elas chamaram a polícia e o Corpo de Bombeiros, imaginando se tratar de uma perna presa embaixo do assoalho do automóvel. No ...
Foto: Divulgação

Uma mulher dirigiu por cerca de 40 quilômetros com o corpo de um homem preso embaixo do carro, na madrugada de terça-feira (7), no Entorno do Distrito Federal. De acordo com o Corpo de Bombeiros de Luziânia, em Goiás, a motorista telefonou para a corporação dizendo que havia passado por cima de um corpo que estaria na rodovia BR-040. Inicialmente, os bombeiros disseram que o percurso seria de 20 quilômetros, mas a Polícia Civil de Goiás confirmou que, na verdade, a mulher rodou cerca de 40 quilômetros com o corpo embaixo do veículo.

Segundo o relato, a motorista chegou a ver o corpo estendido na estrada e tentou desviar, mas teria passado com a roda direita do carro sobre o suposto cadáver. Aos bombeiros, a mulher afirmou que conseguiu estabilizar o veículo e parou logo à frente. No momento, de acordo com os bombeiros, estava chovendo muito e a mulher, que estava com a filha no carro, ao ver que uma viatura chegava ao local indicado, onde ela pensava que o corpo estava, decidiu seguir viagem para casa, sem imaginar que o corpo estava, na verdade, preso no carro.

Ao chegar em casa, a filha dela abriu a porta do carro viu uma perna embaixo do veículo. Elas chamaram a polícia e o Corpo de Bombeiros, imaginando se tratar de uma perna presa embaixo do assoalho do automóvel. No entanto, ao atender ao chamado, os bombeiros suspenderam o carro e verificaram que havia um homem morto com o braço preso à barra homocinética do veículo.

Após a chegada da perícia e da Polícia Rodoviária Federal (PRF), o corpo foi levado ao Instituto Médico-Legal (IML), e a motorista foi conduzida ao Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops), em Luziânia (GO), onde prestou depoimento.

Os pertences do homem — R$ 237, uma carteira de cigarros, um isqueiro e um par de botas — foram encontrados na estrada. Procurada pela reportagem, a Polícia Civil de Goiás (PCGO) informou que aguarda a conclusão da perícia e da papiloscopia para identificação da vítima.

Clique para comentar

Envie seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um + 1 =