Siga nas Redes Sociais

Olá, o que procuras?

Início

MPE impugna registro de candidatura de Gedeão Amorim e João Campelo

Gedeão busca a reeleição na Câmara Federal e João Campelo busca uma vaga na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALE-AM).

Da Redação 

O Ministério Público Eleitoral (MPE) impugnou o registro de candidatura do deputado federal Gedeão Amorim (MDB) e do ex-presidente da Associação Amazonense dos Municípios (AAM), João Campelo (PV) por existência de restrições no Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (TCE-AM).

De acordo com o MPE, o nome do candidato Gedeão Amorim não estava listado na relação de gestores com contas reprovadas disponibilizada pelo Tribunal de Contas do Estado do Amazonas, mas há informação do Sisconta sobre a existência de restrições em nome do noticiado perante o tribunal.

Conforme o órgão ministerial, João Campelo também não teve o nome divulgado na lista do TCE, mas há informação do Sisconta sobre a existência de restrições em nome do noticiado perante o tribunal.

Além de Gedeão e João Campelo, o MPF impugnou os registros de candidaturas dos candidatos Robson da Silva, que segundo o órgão ministerial, quando diretor-presidente da Suhab e presidente do Fundo Estadual de Habitação, teve as contas rejeitadas pelo TCE.

Os candidato Marly Nascimento (PV) e Sidomar Abtibol (PHS) também teve o registro de candidatura impugnado por contas reprovadas no TCE.
O peemedebista Miguel Capobiango (MDB), suplente de Eduardo Braga (MDB), nas eleições gerais deste ano, teve o registro de candidatura impugnado.

Renúncia
O candidato a deputado Federal, Jardel Nogueira (PEN), renunciou à candidatura a deputado federal pelo Amazonas. Jardel foi candidato a governador, nas eleições suplementares de 2017.

Foto: Divulgação

Clique para comentar

Envie seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

doze + dez =