Ligações interceptadas pela PF ligaram ‘Grupo Bringel’ com desvio na saúde

Ligações interceptadas pela PF ligaram ‘Grupo Bringel’ com desvio na saúde

Da redação 

 

As interceptações da Polícia Federal mostram a atuação direta do responsável pelo gerenciamento de projetos médicos do grupo BRINGEL, Yuri Ferreira Sabá, que teve o afastamento do sigilo telefônico autorizado judicialmente, permitindo investigação obter informações importantes de sua atuação dentro do grupo.

Interceptação telefônica, conforme auto circunstanciado n.° 02 — ACO2, pág. 51 (anexo 13) revelam o conhecimento e a conduta livre e voluntária de Yuri em cooperar para as práticas ilícitas do chefe do grupo BRINGEL.

De acordo com a PF, o Sérgio Bringel deixa claro em conversa telefônica que tem conhecimento de que esteja sendo monitorado, fato que reduziu muito suas tratativas com outros investigados, que já eram realizadas de modo velado.

 

Ouça os áudios