Siga nas Redes Sociais

Olá, o que procuras?

Manchete

Júri de Anamã-AM condena réu que estuprou, matou e ocultou o cadáver da própria sobrinha

O Promotor de Justiça Kepler Antony Neto conduziu a acusação e sustentou as teses de homicídio duplamente qualificado pelo meio cruel e para ocultar a prática de outro crime, estupro de vulnerável e ocultação de cadáver, todos em concurso material de crimes.

Da redação 

MANAUS, 2 de outubro de 2018 – O Ministério Público do Estado do Amazonas, por intermédio da Promotoria de Justiça de Anamã-AM, obteve a condenação do réu Oseias Ferreira de Freitas, pela prática dos crimes de homicídio duplamente qualificado, estupro de vulnerável e ocultação de cadáver. A vítima, F.F.F., era sobrinha do réu e contava com apenas 10 anos de idade na ocasião do crime, ocorrido no dia 6 de janeiro de 2017, por volta de 15h, em uma comunidade rural do Município de Anamã-AM.

O Promotor de Justiça Kepler Antony Neto conduziu a acusação e sustentou as teses de homicídio duplamente qualificado pelo meio cruel e para ocultar a prática de outro crime, estupro de vulnerável e ocultação de cadáver, todos em concurso material de crimes.

Ao final do julgamento todas as teses sustentadas pela acusação foram acolhidas pelos jurados, tendo o réu recebido a condenação à pena de 30 anos e 2 dias de reclusão, em regime inicialmente fechado, sem direito de recorrer em liberdade. O réu está preso preventivamente desde a prática do crime.

A sessão do Tribunal do Júri ocorreu no fim do mês passado, na sede da Câmara Municipal de Anamã, e foi presidida pela Juíza Juline Rossendy Rosa Neres.

Clique para comentar

Envie seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × 4 =