Siga nas Redes Sociais

Olá, o que procuras?

Manchete

Juíza da 4ª Vara Criminal da Justiça Federal do AM prorroga prisão temporária de envolvidos na ‘Cashback’

As investigações da Polícia Federal apura a existência de uma organização criminosa especializada na prática dos crimes de peculato, falsidade ideológica e lavagem de capitais envolvendo recursos públicos da saúde do Estado do Amazonas.

Da Redação 

 

A juíza federal Ana Paula Serizawa Silva Podedworny, titular da 4ª Vara Criminal da Justiça Federal, decretou a prisão preventiva de Murad Abdel Aziz, irmão do senador Omar Aziz (PSD) e decidiu prorrogar a prisão temporária do advogado Lino José de Souza Chíxaro, Jader Helker Pinto, cunhado Mansur Aziz, Jonathan Queiroz da Silva e Marco Antônio de Jesus Barbosa. A decisão foi tomada no fim da tarde desta segunda-feira, 15.

As investigações da Polícia Federal apura a existência de uma organização criminosa especializada na prática dos crimes de peculato, falsidade ideológica e lavagem de capitais envolvendo recursos públicos da saúde do Estado do Amazonas, por meio da organização social – entidade sem fins lucrativos – Instituto Novos Caminhos (INC).

Em decisão no domingo, 14, a desembargadora do 1º Tribunal Regional Federal, Maria do Carmo concedeu habeas corpus e determinou a soltura dos empresários Luiz Barreto Becil, Sérgio Roberto Melo Bringel, Yuri Ferreira Sabá e Wecyscley Acedo de Oliveira. A PF investiga o desvio de mais de R$ 140 milhões em verbas da Secretaria de Estado de Saúde do Estado do Amazonas (Susam).

Foto: Divulgação 

Clique para comentar

Envie seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro − 1 =