INSS: mais de 7,3 milhões de segurados ainda não fizeram prova de vida

INSS: mais de 7,3 milhões de segurados ainda não fizeram prova de vida

Neide Freitas não deixa nunca de fazer, com antecedência, a prova de vida que o INSS exige para os aposentados e pensionistas. Neste ano, não foi diferente. Assim que começou o prazo, ela foi a uma agência bancária para não correr o risco de ter o benefício suspenso.

Mas muita gente não é prevenido como a Neide. Mais de 7,3 milhões de segurados do INSS ainda precisam fazer a prova de vida até o fim de 2021. Segundo dados de julho do Instituto, neste ano, 20 milhões de pessoas já atualizaram os cadastros e estão quites para continuar a receber seus benefícios.

A prova de vida deve ser feita todos os anos, na agência bancária onde o segurado tem conta e a medida faz parte da rotina de manutenção de benefícios. Caso não seja feita, pode haver a suspensão ou o bloqueio do pagamento de aposentadorias e pensões. É importante que o segurado entre em contato com o seu banco para saber se pode fazer a prova de vida por meio de canais digitais, pela biometria facial, em aplicativos de celular ou internet, ou pelo caixa eletrônico. Caso contrário, é preciso ir até uma agência bancária.

Pessoas acamadas, hospitalizadas ou maiores de 80 anos, com dificuldade de locomoção, podem solicitar a prova de vida em casa. Basta ligar para o 135 ou solicitar o serviço pelo Meu INSS, na internet.

E para saber se você precisa realizar a prova de vida, a informação também está disponível na Internet, ou pelo aplicativo do INSS.

Deixe um comentário