Siga nas Redes Sociais

Olá, o que procuras?

Manchete

Incêndio no Educandos é controlado e bombeiros trabalham para evitar rescaldo

O incêndio teria iniciado após a explosão de uma panela de pressão em uma das residências.

Da redação 

O incêndio que atingiu residências no bairro Educandos na noite desta segunda-feira foi controlado, informou o subcomandante do Corpo de Bombeiros do Amazonas, Coronel Josemar Santos, por volta das 00h40 da madrugada desta terça-feira (18/12). Foram mais de três horas de um intenso trabalho de combate, que envolveu todo o efetivo da capital e reforços da Região Metropolitana de Manaus.

“Conseguimos conter o incêndio. E estamos na fase de rescaldo, para tentar evitar a reingnição. A operação durou em torno de três horas e vai continuar a noite inteira para evitar o rescaldo”, disse o subcomandante dos Bombeiros Militares do Amazonas.

Segundo o secretário de segurança, coronel Amadeu Soares, informações preliminares apontam que o incêndio teria iniciado após a explosão de uma panela de pressão em uma das residências.

“As informações preliminares dão conta de que o incêndio começou com uma panela de pressão. O vento estava muito forte na hora e ajudou a alastrar e se transformou nesse incêndio de grandes proporções”, disse.

A Polícia Civil vai abrir uma investigação para apurar as causas do incêndio, disse o delegado Divanilson Cavalcante. O caso ficará no 2° DIP. O Instituto de Criminalística será responsável pela perícia para identificar as causas do incêndio.

“O trabalho agora é o rescaldo do incêndio e o redirecionamento das famílias para os abrigos. A Polícia Militar vai permanecer no local para evitar que ocorram crimes, como furtos na área. A Polícia Militar interviu de maneira célere. Muitas pessoas já foram para casas de parentes e outras serão redirecionadas para abrigos”, afirmou o secretário de segurança.

Cerca de 50 policiais militares foram deslocados para a área, segundo o subcomandante da PM, Coronel Ayrton Norte. Além da contenção, os policiais também viabilizaram a remoção de veículos estacionados e que dificultavam a entrada dos bombeiros. O incêndio ocorreu na Rua Nova, em uma comunidade denominada Favela do Bodozal.

O secretário executivo da Defesa Civil do Estado, Hermógenes Rabelo, disse que com o controle do incêndio as ações se voltam ao trabalho de identificação das famílias. Imagens de satélite da área deverão ajudar a identificar as residências. A estimativa inicial é que cerca de 600 moradias tenham sido destruídas.

“Esse pode ser o maior incêndio urbano da cidade de Manaus”, comentou o secretário.

“Depois de controlado o sinistro, vamos fazer o levantamento das famílias desalojadas, identificar cada família para que o governo e a prefeitura façam o atendimento e iniciem a ajuda humanitária”, disse Rabelo.

Decreto de calamidade 

O prefeito Arthur Virgílio Neto e a primeira-dama e presidente do Fundo Manaus Solidária, Elisabeth Valeiko Ribeiro, estiveram ainda na noite de segunda-feira, 17/12, e primeiras horas desta terça-feira, 18/12, na área atingida por um incêndio de grandes proporções, na rua Nova, beco São Francisco, no Educandos, zona Sul. Até esta madrugada, as equipes de assistência social da Prefeitura calculavam que aproximadamente 500 moradias de madeira tinham sido atingidas pelo sinistro.

“Irei assinar um decreto de calamidade pública, para comprar com agilidade, sem a necessidade do burocrático processo de licitação, tudo o que for necessário, neste momento para ajudar estas famílias que perderam o pouco que tinham neste incêndio”, disse o prefeito.

Arthur destacou o pronto-atendimento das equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), Defesa Civil Municipal, Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização de Trânsito (Manautrans), Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc) e Fundo Manaus Solidária, que se deslocaram para o local do incêndio prestando o devido auxílio às vítimas e famílias desabrigadas pelo incêndio.

Apesar do auxílio que será realizado pela Prefeitura, Arthur destacou que todas as doações que forem feitas às famílias desabrigadas serão aceitas. “O que for possível e estiver dentro das nossas forças, será feito para mitigar o sofrimento dessas pessoas”, salientou o prefeito, que também destacou o empenho das equipes da Semasc, em realizar o cadastro social das vítimas.

Pelo menos 500 famílias, conforme os dados apurados pela área técnica de assistência social da Prefeitura de Manaus, ficaram desabrigadas pelo incêndio. O cadastro estava previsto para ocorrer ao longo da madrugada e manhã desta terça-feira.

A primeira-dama fez um apelo para que a sociedade se mobilize neste momento, para ajudar as famílias desabrigadas pelo sinistro. “A missão do Fundo Manaus Solidária é justamente essa. Nós estamos aqui prontos para receber doações de roupas, de sapatos, remédios, colchões. Tudo é muito bem-vindo numa situação como essa”, salientou Elisabeth.

 

 

 

 

🚨DOAÇÕES PARA AS VÍTIMAS DO INCÊNDIO DO EDUCANDOS:

Onde entregar?

1. Lojas Oficiais Fla Manaus
Av. Djalma Batista, 2465 – São Geraldo
Próx a Macdonald’s

2. Studio Toda Linda Linda
Rua Alexandre Amorim, 571 – Aparecida
Próx ao Colégio Militar de Manaus

3. Guifer Bolos Manaus
Rua Visconde de Porto Alegre, 660 – Praça 14
Próx ao DB

4. Sapeca Auto Peças
Av. Grande Circular, 8688 – Tancredo Neves
Em frente ao Assaí Atacadista

5. Instituto de Medicina Tradicional – Dr. Juan Revilla
Av. Castelo Branco, 1071 – B – Cachoeirinha
Próx a Rondobrás

6. Impacth Hub – Na Avenida Efigênio Salles, atrás do V8 bar, também será ponto de coleta

7.Loja do Amor – Sumaúma Park Shopping

8 – Vila Olímpica

9 – Escola José Lindoso (Quarentão, próximo à Bola 23) Cidade Nova 5

10 – Arena Da Amazônia.

 

 

Veja os vídeos do incêndio

 

 

 

 

 

 

Clique para comentar

Envie seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

três × 3 =