Grupo ligado a Normando tem esquema de ‘Fake News’, faz apologia a ‘crime ambiental’ e ‘prostituição de menor’

Grupo ligado a Normando tem esquema de ‘Fake News’, faz apologia a ‘crime ambiental’ e ‘prostituição de menor’

Da redação 

Doze horas após uma decisão da juíza Eleitoral de Tefé, cidade distante 522 quilômetros de Manaus, Nayara de Lima Moreira Antunes, de determinar a exclusão de uma página denominada ‘Tefé Mil Grau’, que era usada para defender o atual prefeito da cidade, Normando Bessa (PP) e denegrir e criar ‘Fakes News’ da oposição, diversos prints de um grupo de WhatsApp denominado ‘Atak’, gerenciado por pessoas ligadas ao prefeito, mostram um esquema criminoso de promover a disseminação de notícias falsas, o conhecido ‘Fake News’. (Veja o documento aqui)

No grupo, também foi possível identificar conversas que podem caracterizar crimes ambientais e prostituição de menores.

Os prints foram encaminhados com exclusividade ao EM PAUTA nesta terça-feira (13), e mostram como eram orquestrados e planejados os esquemas de compartilhamento de ‘Fake News’ e atacar pessoas que faziam oposição contra Normando Bessa.

 

 

Entre os nomes identificados nas conversas estão: Marcelo Banes, Helinho Bessa, Ezinho Bessa, André Lopes, Leidiane Costa, Andra Carla, Anderson badejo, Dico da Marlene, Pablo, Eduardo, Muel da STL, Ellen Bessa, Aliton, Christophan, Camilo Junior, Eraldo, dentre outros.

Nas conversas, o grupo interage e monta estratégias para denegrir a oposição, e usam ferramentas de grupos de WhatsApp, Facebook e o Instagram.

Prostituição de menores 

Em uma das conversas, é possível identificar apologia à prostituição de menores, onde Helinho Bessa fala sobre a chegada de uma ‘novinha’, em Tefé. “Bairro do Santo Antônio tem uma novinha”, disse.

Elzinho resposte: “Conta”.

Veja o print da conversa:

 

Crime ambiental

Também é possível identificar crime ambiental nas conversas, como o consumo ilegal de carne de animais silvestres. Em umas das conversas, Marcelo Banes afirma que ‘Guto Lima’ (cantor), quer comer carne de queixada e pergunta onde pode encontrar.

Veja o print da conversa:

 

Em outra conversa, Helinho Bessa fala sobre a chegada de ‘carne da anta’, momentos depois de perguntarem sobre o comércio de carne de queixada. “Mano, chegou uma carne de anta bonita na Rua Santo Antônio. Tá gorda”.

Veja o printe da Conversa:

 

Esquema

O esquema crimino era orquestrado para ‘desequilibrar’ o jogo político eleitoral em Tefé e buscar a vantagem para o atual prefeito, Normando Bessa. Entre os envolvidos, existem parentes do prefeito.

Sem reposta

A reportagem entrou em contato com o secretário de comunicação par saber se a Prefeitura iria comentar sobre o ocorrido, no entanto, sem resposta.  

 

Veja todas as conversas: 

Deixe uma resposta