Governo do Amazonas vai contratar jatinho com serviço de bordo especial

Governo do Amazonas vai contratar jatinho com serviço de bordo especial

Da Agência Redação Amazônia 

O governo do Amazonas publicou no Diário Oficial do Estado, um aviso de licitação para aluguel de um jatinho executivo para o governador Wilson Lima. De acordo com a publicação, os jatinhos executivos da empresa que ganhar o contrato deve ser da categoria TPX (taxi aéreo), do tipo bimotor turbo-fan com capacidade para oito passageiros e dois tripulantes. A contratação vai pagar, ainda, combustível, piloto e tripulantes. 

Os serviços serão utilizados em todo o território nacional e eventuais deslocamentos internacionais, visando atender as necessidades da Casa Militar. A empresa contratada deve oferecer como serviço de bordo nos voos de tempo inferior a 40 minutos, incluindo no mínimo, dois tipos de refrigerantes, dois tipos de sucos, um tipo de bebida láctea (tipo achocolatado), dois tipos de frutas, snacks doces (goiabinha, cookies integrais e bolinho doce) e salgados (batatinha chips, amendoim japonês, biscoito de polvilho e biscoito integral). Nos deslocamentos de tempo superior a 40 minutos incluindo água (com e sem gás), dois tipos de refrigerantes, dois tipos de sucos, salgado ou sanduíche misto especial de peito de peru e queijo.

A empresa contratada deverá, ainda disponibilizar na sala VIP do hangar do Estado do Amazonas, com antecedência mínima de 60 minutos antes do embarque, água (com e sem gás), dois tipos de refrigerantes, dois tipos de sucos, salgado ou sanduíche misto especial de peito de peru e queijo, em quantidade suficiente para todos que forem embarcar.

No projeto básico que consta na Comissão Geral de Licitação (CGL), o governo justifica a locação do jatinho dizendo que o governador tem muitas demandas imprevistas que surgem durante o mandato e compara a atuação do governador ao do presidente da república. A justificativa diz, ainda, que o governo tem necessidade de ter o jatinho por conta da velocidade que ele alcança. 

O Governo do Amazonas informou que a contratação da aeronave atende necessidade da administração estadual em assegurar eficiência e “diminuir gastos em viagens que exigem deslocamentos mais céleres”. Informa, ainda, que, para assegurar maior economia, o contrato prevê “pagamento por horas de voos executadas e atestadas”. “O uso desse tipo de aeronave é, também, uma prática comum na administração estadual, tendo em vista a localização geográfica da capital do Amazonas e a reduzida oferta de voos comerciais, com horários inflexíveis, para atender a necessidade de deslocamentos do governador e o vice-governador em situações em que é necessária a presença de qualquer um deles para tratar de assuntos de interesse do Estado”, diz a nota do governo.