Em resposta a Bolsonaro, Abragás diz que concorrência só entre revendedores que carregam botijões nas costas

Em resposta a Bolsonaro, Abragás diz que concorrência só entre revendedores que carregam botijões nas costas

Da redação 

 

Em referência ao comentário do Presidente da República Jair Bolsonaro sobre o preço do Gás de Cozinha, temos a informar que, nesse segmento só há competição entre os revendedores, ou seja, aqueles que carregam os botijões nas costas para atender o consumidor debaixo de sol e chuva, são os esses que disputam o mercado com margens miseráveis que não estão sequer pagando os custos operacionais das empresas.

O refino continua monopolizado pela Petrobrás e na Distribuição, temos um oligopólio onde, somente 4 distribuidoras detém 92% do mercado de gás envasado. Vale ressaltar que eram 5 distribuidoras até poucos dias atrás, quando o CADE autorizou a venda da Liquigás, (que tinha uma participação de 22% do mercado) para o consórcio Copagaz/Itaúsa.

Se o governo não abrir o mercado de distribuição de GLP, de forma que todas as distribuidoras possam envasar os botijões dos consumidores, jamais teremos novos investidores nesse setor e um mercado livre. Importante salientar que, 85% dos botijões que circulam no Brasil são de propriedade dos consumidores e revendedores.

Quando o CADE permitiu a venda da Liquigás para grupos que já atuavam no setor, permitiu que o mercado concentrasse mais, e não foi por falta de argumentos de nossa parte, basta acessar o processo e confirmar a nossa posição contrária a venda para grupos que já atuava no Brasil com envase de GLP.