Siga nas Redes Sociais

Olá, o que procuras?

Dia a Dia

Edital Floresta em Pé apresenta 17 projetos selecionados para apoio da FAS e Fundo Amazônia/BNDES

A Fundação Amazonas Sustentável (FAS) e o Fundo Amazônia, por meio do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), apresentaram em solenidade nesta terça-feira (20) os 17 projetos selecionados para o Edital Floresta em Pé, que busca apoiar atividades sustentáveis de geração de renda no interior do estado. Ao todo, serão investidos R$ 2,5 milhões de reais em iniciativas na área de turismo, agricultura familiar, pesca, artesanato e outros, em 13 municípios do Amazonas.

A apresentação aconteceu na sede da FAS e contou com a presença do superintendente-geral da FAS, Virgilio Viana, do secretário-adjunto da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), Denis Sena, além dos representantes dos 17 projetos contemplados pela iniciativa.

O Edital tem por objetivo apoiar organizações de direito privado, sem fins lucrativos, formais e regularizadas cujos projetos a serem implementados, preferencialmente, em áreas de entorno e mosaicos de unidades de conservação e corredores ecológicos do Amazonas.

“Esse é o primeiro edital público gerenciado pela FAS com recursos do Fundo Amazônia/BNDES. Foi um processo seletivo inovador com a participação de um comitê externo independente e com um componente de capacitação de empreendedores na elaboração e gestão de projetos. Esse edital dará origem a um grupo de aprendizagem sobre empreendedorismo sustentável envolvendo técnicos da FAS e de outras instituições e os próprios empreendedores”, explica o superintendente-geral da FAS, Virgílio Viana.

Foram selecionados projetos de Alvarães, Apuí, Barcelos, Beruri, Borba, Coari, Fonte Boa, Itapiranga, Manicoré, Nova Olinda, Novo Airão, São Gabriel da Cachoeira e Tefé.

Cada projeto selecionado será beneficiado com até R$ 150 mil em investimentos diretos totalizando  R$ 2,5 milhões. Adicionalmente, todos os projetos terão acompanhamento  técnico da FAS para a execução das atividades, monitoramento de indicadores. Por fim, a FAS organizará encontros em Manaus para apresentação de resultados, discussão de lições aprendidas e integração.

“Cada proposta recebida contém o escopo do projeto a ser seguido como forma de planejamento e cronograma. Todo e qualquer gasto deste investimento deve ser visando o preenchimento de cada etapa descrita no escopo para garantirmos a sustentabilidade financeira do apoio dado pelo Edital Floresta em Pé”, destaca Mickela Souza, coordenadora do Edital.

Seleção

As inscrições para o Edital Floresta em Pé começaram em março de 2017 com a submissão de 188 propostas. O processo de escolha teve duas etapas de análise: a de iniciativas promissoras, para verificar se a proposta estava condizente com os critérios e objetivos do escopo do edital, e a segunda, de projetos detalhados, na qual foi feita uma análise da clareza de informações, orçamento e cronograma de atividades por um comitê de avaliação independente

Todo o processo de seleção resultou, ao dia 26 de dezembro 2017, na escolha de 17 projetos que receberão, nesta terça-feira (20), o apoio financeiro para colocar em ações estipuladas em cada projeto

Os projetos contemplam propostas de inovação e desenvolvimento de segmentos como manejo de peixe, artesanato, entre outros. Para o gerente do Programa de Soluções Inovadoras (PSI) da FAS, Victor Salviati, a ação é o primeiro passo para projetos de impacto prosperarem na Amazônia.

“Desde a seleção prévia dos futuros beneficiados pelo Edital Floresta em Pé, já era perceptível o potencial que cada projeto trazia consigo. Maturar os projetos e fazer com que eles se tornem cada vez mais palpáveis e aplicáveis é uma das características-chave do edital, que além de inovador, traz no próprio nome o desejo pela conservação e desenvolvimento da Amazônia em pé”, afirma.

Projetos selecionados

No Alto Rio Negro, a Associação de Artesãos Indígenas de São Gabriel da Cachoeira (Assai) desenvolverá um projeto voltado à comercialização da cadeia de artesanato regional pelas mulheres que lá residem. A Assai difundirá o artesanato por meio de e-commerce, vendas online.

“O intuito da associação, com o projeto, é principalmente promover a integração entre as artesãs e com isso ajudar a comunidade do Alto Rio Negro através inovação para geração de renda de todos. O Edital Floresta em Pé foi uma ótima oportunidade de alcançarmos o nosso principal objetivo: fazer a nossa cultura local resistir. Estamos gratas!”, comemora a vice-coordenadora da Assai, Cecília Albuquerque.

Localizada a 700 quilômetros de Manaus, a Reserva de Desenvolvimento Sustentável do Uatumã (RDS do Uatumã) sediará a construção de uma pousada para realização de Turismo de Base Comunitária pela Associação Agroextrativista das Comunidades do Rio Uatumã (Aacrdsu), apoiada pelo Edital Floresta em Pé. O empreendimento beneficiará famílias da RDS além de fomentar a geração de renda e turismo na região.

 

Confira a lista de projetos beneficiados:

 

Organização Proponente

Projeto

Associação de Produtores Agroextrativista da FLONA de Tefé e Entorno – APAFE (Tefé-AM)

Farinha

Associação dos Artesãos Indígenas de São Gabriel da Cachoeira – ASSAI (São Gabriel da Cachoeira-AM)

Artesanato

Cooperativa dos Produtores Agropecuários e Extrativistas dos Recursos Naturais do Município de Manicoré – COOPEMA (Manicoré-AM)

Açaí

Associação de Produtores Agroextrativista da FLONA de Tefé e Entorno – APAFE (Tefé-AM)

Turismo

Associação dos Agropecuários de Beruri (Beruri-AM)

Castanha

Associação Comunitária dos Produtores Rurais da Comunidade Nossa Senhora Aparecida

Agricultura

Associação dos Pescadores de Fonte Boa (Fonte Boa-AM)

Manejo

de Pirarucu

Instituto de Conservação e Desenvolvimento Sustentável da Amazônia – IDESAM (Apuí-AM)

Óleos vegetais

Associação dos Pescadores de Fonte Boa (Fonte Boa-AM)

Manejo de pesca

Fundação Almerinda Malaquias (Novo Airão-AM)

Artesanato

Colônia de Pescadores Z-23 de Alvarães (Alvarães-AM)

Manejo de pesca

Associação Agro-Extrativista das Comunidades da RDS do Uatumã (

Turismo

Associação de Promotores da Atividade de Meliponicultores do Estado do Amazonas – Instituto Iraquara

Mel de abelha

Cooperativa Mista Agroextrativista do Rio Unini – COOMARU

Castanha

Associação dos Produtores Rurais da Comunidade de Santa Ana Lago do Amanium Paraná do Uraria

Guaraná

Obra Social Nossa Senhora da Glória Fazenda Esperança (São Gabriel da Cachoeira-AM)

Avicultura

Associação Comunitária Agroextrativista de Canumã

Produção

florestal

Clique para comentar

Envie seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × 3 =