Siga nas Redes Sociais

Olá, o que procuras?

Política

Dois “ex-polítcos” serão relatores das contas de Amazonino e Arthur Neto no TCE-AM

 

Os conselheiros Josué Filho e Ari Moutinho Júnior (ex-políticos com atuação no Amazonas) serão relatores das contas do governo do Estado (Amazonino Mendes-PDT) e da Prefeitura de Manaus (Arthur Neto-PSDB), respectivamente no Tribunal de Contas do Estado (TCE-AM). A escolha dos relatores foi definida, nesta terça-feira (23), na 1ª sessão deste ano, os conselheiros irão relatar as contas do 1º ano de gestão do governador Amazonino Mendes e do 2º ano de administração do prefeito Arthur Neto, ambas de 2018, que serão entregues ao TCE até 31 de março de 2019.

Anunciadas pela conselheira-presidente do TCE, Yara Lins dos Santos, as relatorias foram definidas pelo critério de rodízio entre os membros do colegiado. O anúncio antecipado acontece para que os relatores possam acompanhar concomitantemente, ao longo de 2018, toda a execução orçamentária das duas administrações. O procurador-geral Carlos Alberto Almeida atuará como parecerista nas duas prestações.

Na mesma sessão, por sorteio, foi definido que o conselheiro Josué Filho presidirá a Primeira Câmara do TCE e o conselheiro Júlio Pinheiro a Segunda. Vão compor a Primeira Câmara os conselheiros Érico Desterro e Ari Moutinho Júnior e o auditor Mário Filho. Integram a Segunda os conselheiros Júlio Cabral e Mario de Mello e o auditor Alípio Reis Firmo Filho. O auditor Luiz Henrique Mendes vai atuar nos processos que tramitam na Corregedoria e Ouvidoria.

Histórico

Josué Filho foi eleito em 1976, vereador de Manaus e presidiu a Câmara Municipal no biênio 1977-1978. Enquanto foi presidente do Poder Legislativo Municipal, assumiu a Prefeitura em várias oportunidades. Disputou a eleição para governador, pelo PDS, em 1982, sendo derrotado por Gilberto Mestrinho, do PMDB.

Foi também deputado estadual por dois mandatos e presidiu a Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas. Em 1989, o então deputado Josué Filho era presidente da Comissão Constitucional da Assembleia e teve importante papel na promulgação da Constituição Estadual.

Josué Filho ocupou, ainda, vários cargos públicos nos Governos municipal e estadual: Secretário Municipal de Desenvolvimento Comunitário (1972); Secretário Municipal da Educação, Cultura e Bem-Estar Social (1974), Secretário Municipal de Serviços Públicos (1976), Secretário de Estado da Educação, Cultura e Desportos (1992), Ouvidor-Geral do Estado (1997) e Ouvidor e Controlador Geral do Estado (1999). No ano de 2008, tomou posse como conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, por indicação da Assembleia Legislativa.

Ari Jorge Moutinho ingressou na política na 11.ª Legislatura (1993-1996), pelo PMDB, partido do senador Eduardo Braga. O ex-presidente de Contas foi aliado, na política do atual governador Amazonino Mendes.

 

 

Clique para comentar

Envie seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

16 − catorze =