Siga nas Redes Sociais

Olá, o que procuras?

Política

Deputados trocam ‘farpas’ e sugerem que gabinetes na ALE tem folha de pagamento recheada de cabos eleitorais

Com os nervos à flor da pele, David Almeida retrucou Dermilson Chagas e disse para o líder do governo mostrar a folha de pagamentos do seu gabinete e não pedir que os colegas mostrem os seus.

Durante a votação de reajuste salarial dos servidores da polícia militar do Amazonas e Bombeiros Militares, na manhã desta quarta-feira, 4, deputados de oposição e da base aliada ao governo trocaram ‘farpas’ e sugeriram que gabinetes na ALE (Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas) são lotados de cabos eleitorais que sequer, aparecem para assinar ponto.

A discussão surgiu após o deputado Sabá Reis(PR) subir na tribuna e falar que o governo do Estado gastou mais de R$ 1,6 milhões somente com pagamento de lanchas e mordomias para convidados do Festival de Parintins. O parlamentar disse, ainda, que iria apresentar uma lista de nomes de ‘cabos eleitorais’ que estariam apenas recebendo na folha de pagamento do Executivo Estadual.

O líder do governo na ALE, Dermilson Chagas (PP), disse que as denúncias do colega parlamentar, Sabá Reis são bastantes graves. “Nós cobramos que o deputado denuncie, uma vez que ele como parlamentar não pode omitir um crime desses. Se o festival de Parintins custou caro, se houve pagamento de propinas e quem são as pessoas beneficiadas, ele deve apresentar nomes, A Assembleia vive cheia de cabos eleitorais”, disse Dermilson.

Dermilson fez comparativos da arrecadação do Estado com a da Assembleia, segundo o parlamentar, apesar do crescimento na arrecadação da ALE, não existe computadores, impressoras, inclusive a internet não funciona, argumentou o deputado.

Com os nervos à flor da pele, David Almeida retrucou Dermilson Chagas e disse para o líder do governo mostrar a folha de pagamentos do seu gabinete e não pedir que os colegas mostrem os seus. “Isso é conversa para tratar no plenário”, murmurou David.

Clique para comentar

Envie seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

16 − 13 =