CPI aprova convocação de médico para esclarecer kit Covid e outros 5 requerimentos

CPI aprova convocação de médico para esclarecer kit Covid e outros 5 requerimentos

O presidente da CPI, Omar Aziz, confirmou, nesta manhã (15), a convocação do médico pneumologista Carlos Carvalho para a oitiva de segunda-feira (18).

Carvalho é responsável pela elaboração de um estudo com parecer contrário ao uso de medicamentos ineficazes contra a Covid-19. O estudo seria avaliado pela Conitec (Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no SUS) na semana passada, mas foi retirado da pauta.

O senador Randolfe Rodrigues apresentou questionamentos para não convocar o médico, com quem se reuniu no último sábado, mas Aziz manteve a decisão de chamar Carvalho.

O presidente da CPI pediu uma reunião particular com Randolfe para debater , mas manteve a convocação do médico na agenda, contrariando a proposta de Randolfe de ouvir autoridades da ANS, Conazens, Conaes ou Conselho Nacional de Saúde.

O relatório, do senador Renan Calheiros, será votado na próxima quarta-feira (20) e deve contar com o pedido de indiciamento do presidente Jair Bolsonaro por homicídio. Renan também vai solicitar o indiciamento dos três filhos mais velhos do presidente, Flávio, Carlos e Eduardo.

Requerimentos

Além da convocação de Carvalho, a CPI também aprovou outros cinco requerimentos. Um deles é sobre a audiência pública com familiares de vítimas de Covid-19, que será na próxima terça-feira (19), quando também será apresentado o relatório da CPI, com votação marcada para o dia seguinte.

Os outros quatro requerimentos dizem respeito à convocação de representantes de órgãos de saúde: Carlos Eduardo Menezes de Rezende, da ANS, Nelson Mussolini, do CNS (Conselho Nacional de Saúde), Elton da Silva Chaves, do Conasems (Conselho Nacional de Secretarias Municipais) e Luis Cláudio Lemos Correa, do Conass (Conselho Nacional de Secretários de Saúde) foram convocados, mas a expectativa é que não sejam ouvidos pela Comissão.

Fonte: Cnn Brasil