Siga nas Redes Sociais

Olá, o que procuras?

Manchete

Catadora que passou faixa para Lula é atacada por ter fotos na Itália e diz que bolsonarista viabilizou viagem

Aline Sousa explicou que esteve a trabalho na Europa em projeto do Ministério do Desenvolvimento Regional
Reprodução/ Redes Sociais

A catadora Aline Sousa, que passou a faixa presidencial para Luiz Inácio Lula da Silva (PT), publicou um vídeo nas redes sociais com prints de comentários preconceituosos que ela recebeu por ter viajado à Itália.

Na publicação de quarta-feira (4), Aline Sousa explicou que esteve a trabalho no país europeu por meio de uma parceria da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB) e do Ministério do Desenvolvimento Regional, viabilizado pela deputada federal Bia Kicis (PL-DF).

Leia os principais trechos da mensagem divulgada por Aline Sousa

“Em 2018, eu fui convidada e indicada pelo Movimento Nacional de Catadores de Materiais Recicláveis (MNCR), em parceria com a Yego, a ir à África do Sul, lá me Joanesburgo, ver e vivenciar um pouco da rotina dos catadores […] Lá eu pude compartilhar nossas conquistas aqui, nosso modelo de organização, teve essa troca dos países e foi muito bacana.

Eu fui recentemente eleita delegada na Red LACRE, que é uma organização internacional dos países da América Latina […] e, nessa importante missão que eu tive em abril, surgiu (sic) várias agendas internacionais.

Então, estive na Argentina conhecendo lá as plantas, de inclusão dos trabalhadores lá da Argentina […] E eu também estive, através dessa minha atuação como presidente da Centcoop, a oportunidade do convite da OCDE do SESCOOP, que é a Organização das Cooperativas do Distrito Federal, a participar de um intercâmbio, uma missão técnica na Itália.

E a nossa missão lá foi para a gente conhecer, se aprofundar nas metodologias de implantação no sistema de Lixo Zero. No Brasil, a gente ainda está muito atrasado nesta questão do avanço e da valorização da reciclagem.

Então, essa missão na Itália veio para a gente conseguir se apropriar mais desse conhecimento de como se dá na prática esse sistema moderno Lixo Zero […] E é por isso que eu estiva na Itália por meio desse projeto da OCDE, da OCB e do MDR, que foi viabilizado pela deputada Bia Kicis”.

 

Clique para comentar

Envie seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *