Vereador critica omissão da Câmara no debate sobre o transporte coletivo

Vereador critica omissão da Câmara no debate sobre o transporte coletivo

O vereador Chico Preto (PMN) criticou, nesta terça-feira (4), a omissão da Câmara Municipal de Manaus (CMM) em debater o caos estabelecido no transporte coletivo da cidade. O parlamentar afirmou, também, que a falta de ônibus novos e a necessária manutenção dos coletivos é fruto do desinteresse da Prefeitura sobre assunto e a falta de pressão da CMM na resolução do problema.

“A Câmara precisa entender que aqui nós somos, ou deveríamos ser, a voz do povo. E esse povo está bradando para que nós não nos esqueçamos que há um débito muito grande da atual gestão para com o transporte coletivo. Na minha opinião a Câmara não faz o seu papel e se nega a adotar ferramentas que tem a sua disposição para representar a população”, afirmou.

“Não falo isso com prazer, mas com senso de realidade. O que cabe a mim usarei todos os instrumentos para fazer com que esse parlamento não se esqueça um dia sequer que nós estamos em dívida com o povo, que apenas quer respeito e qualidade no serviço de transporte público”, concluiu.

Chico afirmou, ainda, que a Prefeitura peca por não eleger as prioridades corretas. Ele lembrou que com o empréstimo de R$ 255 milhões autorizado pela CMM nesta semana, a Prefeitura somou desde o início da gestão de Arthur Neto (PSDB) R$ 2,4 bilhões em empréstimo, sendo que R$ 1 bilhão já entrou nos cofres públicos, e pouco ou quase nada foi feito com esse dinheiro.

“O que foi feito com esse dinheiro? Qual viaduto foi construído? Quais soluções para o trânsito foram implantadas? Ou seja, a Prefeitura peca porque não elege as prioridades corretas. Elege as prioridades do prefeito e não a da cidade”, destacou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *