Presidente da Comunidade Árabe manda Wilson Lima estudar

Presidente da Comunidade Árabe manda Wilson Lima estudar

A viagem do governador Wilson Lima (PSC) a Israel, repercutiu na comunidade Árabe Palestina do Amazonas, segundo noticiou nesta quarta-feira (5) o blog da jornalista Rosiene Carvalho. Segundo a informação o presidente da Sociedade Árabe Palestina do Amazonas e Federação Árabe Palestina do Brasil (Fepal), Mamoun Imwas, disse que Wilson Lima fez uma “provocação” e cometeu “grande desrespeito”, com a comunidade árabe palestina ao visitar territórios do Estado Palestino na companhia de lideranças políticas de Israel.

Mamoun disse que a Fepal vai emitir uma nota condenando a postura do governador Wilson Lima. “Vai visitar a nossa terra e vai com o inimigo? É uma provocação e desrespeito grande com os palestinos”, enfatizou. 

O governador Wilson Lima fez uma postagem sobre a viagem a Israel nas redes sociais dele na segunda-feira (3), que irritou a comunidade Árabe Palestina,. A postagem mostra do governador Wilson com o chefe do conselho regional de Binyamin, Yisrael Ganz, na Cisjordânia. Na mesma postagem, Wilson Lima comenta: “conheci as tecnologias de segurança usadas na defesa de grupos terroristas, que têm atuação semelhante ao crime organizado no Brasil. Essa troca de informações sobre segurança e tecnologia será de suma importância para o nosso Estado”. 

Mamoun Imwas disse que para a comunidade palestina árabe, aquele espaço geográfico faz parte do Estado Palestino e que a área está invadida por Israel e que mais de 150 países e resoluções da ONU (Organização das Nações Unidas), reconhecem o Estado Palestino. Ele também criticou o termo “terrorista” usado por Wilson Lima em suas redes sociais. 

“O que significa terrorismo? Está dizendo que os palestinos são terroristas? É uma coisa invertida. O governador Wilson Lima tem que conhecer a história”, questionou. 

O presidente da Sociedade Árabe Palestina do Amazonas, disse que Wilson Lima “repetiu” o mesmo erro do presidente Jair Bolsonaro (PSL) na viagem a Israel e na postura de criar um escritório do Pais em Jerusalém, área de conflito histórico. 

A importância da comunidade Árabe Palestina, para o comércio de Manaus, foi lembrada por Mamoun Imwas. Ele disse que atualmente são responsáveis pela geração de 15 mil empregos diretos nas indústrias e no comércios em Manaus. “Temos investimentos altos no Estado. Merecemos respeito das autoridades políticas”, observou

📌 Presidente da Sociedade Árabe Palestina do Amazonas, Mamoun Imwas, afirma que houve desrespeito e provocação à comunidade palestina e à contribuição dela na economia do Estado do Amazonas. “O governador Wilson Lima tem que conhecer a história”.

📌 Federação Árabe Palestina do Brasil deve emitir nota de condenação sobre a viagem. Saiba os motivos na matéria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *