Em Manaus, jovem que matou pai a facadas é condenada a 16 anos de prisão

Em Manaus, jovem que matou pai a facadas é condenada a 16 anos de prisão

Da Redação

Kinberlin Keyce de Jesus da Silva, 23, foi condenada a 16 anos de prisão em regime fechado por ter matado o pai a facadas, após ter sido julgada pelo Conselho de Sentença da 1ª Vara do Tribunal do Júri da Comarca de Manaus, na quinta-feira (8).

A sessão de julgamento popular terminou às 23h e foi presidida pelo juiz titular da 1ª Vara do Tribunal do Júri, Celso Souza de Paula. O Ministério Público do Estado do Amazonas (MPE) esteve representado pelo promotor de justiça Armando Gurgel Maia. Na defesa da ré atuaram os advogados Carlos Guedes, Mário Paulain e Adriana Monteiro.

Logo que o juiz iniciou a sessão, o promotor Armando Gurgel Maia requereu a utilização de provas retiradas do aparelho de celular da acusada. Estas provas foram entregues após a sentença de pronúncia. A defesa contestou, mas o requerimento do Ministério foi aceito pelo magistrado.

O crime foi praticado por volta de 1h30, do dia 09 de junho de 2015, na Rua Palermo, 47, Nova Cidade, Zona Norte de Manaus. Ela foi denunciada de acordo com o art. 121, inciso 2º, parágrafos I [motivo torpe] e IV [à traição], do Código Penal Brasileiro (CPB). Ela respondia ao processo em liberdade, mas, na leitura da sentença condenatória, o juiz Celso Souza de Paula decretou a prisão da jovem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *