Barcelona não vai mexer um dedo para tirar Neymar do PSG, diz jornal espanhol

Barcelona não vai mexer um dedo para tirar Neymar do PSG, diz jornal espanhol

Da Redação 

A novela sem fim entre Neymar, Paris Saint-Germain e Barcelona segue em discussão. O jogador ainda não se apresentou ao clube francês porque já deixou claro que deseja voltar ao time catalão. Mas o Barça não vai fazer nenhuma movimentação para ajudá-lo a convencer o PSG. Segundo o jornal espanhol “AS”, a estratégia do Barcelona é não mexer um dedo por Neymar.

O presidente dos blaugrana, Josep Maria Bartomeu, não vai avançar com qualquer proposta pelo brasileiro, aguardando para ver como PSG e jogador se movimentam. Há duas temporadas, o time deixou o jogador sair contra o que estava programado e agora o brasileiro implora para voltar para casa. O PSG, dada sua incapacidade de domar o brasileiro, assume que está ele à venda e aguarda uma oferta do Barça”, disse o jornal.

“O Barcelona, aos olhos de ambos, deixou de ser um problema para ser a solução para esta situação. Mas, conforme a publicação, os catalães já deixaram claro como vão apreciar a situação: compraram pipoca, não vão mover um dedo e esperar para ver como ambos (PSG e Neymar) vão se resolver”, descrever o diário espanhol.

De qualquer forma, no final do mês, com o mercado prestes a fechar e se o brasileiro estiver em oferta, eles vão avaliar uma operação que, até hoje, ainda está descartada.

Na coletiva de imprensa para apresentar o goleiro Neto, na terça-feira, Bartomeu foi questionado sobre a mudança de cenário, e para ele, tudo continua o mesmo
– Estamos apresentando Neto. O que disse na sexta passada sobre Neymar e PSG não mudou nada. Tudo segue igual – disse Bartomeu.

Na sexta-feira, o dirigente disse que o clube está ciente de que Neymar quer deixar o PSG para retornar ao Barça, mas o clube francês está relutante em vender o atacante brasileiro.

– Sabemos que Neymar quer deixar o PSG, mas também sabemos que o PSG não quer que ele vá, então não é o caso de contratá-lo – disse Bartomeu em entrevista coletiva nesta sexta.

Foto: Divulgação